Sérgio Reis supera derrame e volta ao palco

É difícil acreditar, mas Sérgio Reis está de volta ao palco - duas semanas após ter sido internado por causa de um derrame cerebral que sofreu no último dia 23. O show, inicialmente batizado Coração Sertanejo, vem sendo chamado por ele de Gratidão, e os motivos para isso são óbvios."O que posso fazer senão agradecer muito a Deus por ter saído dessa vivo e sem seqüelas? Preciso agradecer também ao público e aos amigos, que me apoiaram bastante nesse momento." Por recomendação médica, a apresentação desta noite, que terá a participação especial das duplas Rio Negro & Solimões e Sérgio & Tchelo, além de Orlando Moraes, que fez questão de estar presente, será mais tranqüila do que o normal."Eles me proibiram de ficar pulando em Pinga Ni Mim e Panela Velha. Também vou procurar não me emocionar demais, o que é difícil", diz Sérgio.Ele decidiu apenas sentar, contar histórias e cantar as músicas que gosta, como o clássico Menino da Porteira, acompanhado pelas violas de seus filhos Marco e Paulo, e deixar seus convidados à vontade para interpretar o que quiserem. "Essa gente toda precisa de espaço para mostrar o que está fazendo de verdade, sem playback e aquelas coisas de televisão de que o povo já se cansou."Comentando as manifestações de solidariedade que recebeu, muitas delas assinadas por políticos e artistas, Sérgio Reis fala com carinho especial sobre as mensagens alegres e otimistas enviadas por fãs anônimos, como o que lhe escreveu: "Serjão, fica tranqüilo que você tem crédito com o cara de cima. Lembre-se de que mais vale uma péssima pescaria do que um dia de trabalho!".Por falar em pescaria, o artista conta que está de malas prontas para, logo depois do show, voltar para Angra dos Reis. Quem for ao Olympia assistirá a uma grande festa. O anfitrião, que também está comemorando 40 anos de carreira, justifica toda a alegria com a seguinte frase: "Eu podia estar morto ou torto, mas ficou tudo no lugar, até a minha boca, e, assim, não perdi a única coisa que sei fazer na vida, que é cantar."É natural que, depois de um acontecimento como esse, o artista procure reavaliar sua trajetória. "O artista não pode viver só para si, mas deve olhar, principalmente, para esse público que o acompanha o tempo todo, inclusive nas horas difíceis. É preciso, antes de tudo, ter uma postura de homem, com atitudes que o façam merecer uma solidariedade grande e bonita como a que recebi."Susto no aeroporto - Toda a felicidade pela volta não fez com que Sérgio Reis esquecesse um só detalhe do grande susto pelo qual passou. "Estava indo para uma reunião em Belo Horizonte e, no aeroporto, enquanto comia uma pizza com dois amigos, senti minha visão escurecer. Em seguida, tentei pegar meu copo de suco e não consegui, pois meu braço direito se moveu sem controle e arrastou tudo o que tinha na mesa. A coisa estava estranha e, quando sai do restaurante, tive a sensação de enxergar meu braço, que estava meio sem-vergonha, com um tamanho exagerado, como se fosse uma pá de moinho. Acontece que, como eu não sentia dor, não me alarmei e embarquei no avião."Sérgio Reis lembra que a viagem transcorreu bem, exceto pelo fato de seu braço não estar respondendo direito. Quando chegou a Belo Horizonte e foi se despedir do irmão do Almir Sater, que havia encontrado no vôo, o cantor diz que percebeu que a mão não mexia."Comentei o que estava acontecendo com um amigo, que foi me buscar no aeroporto. Quando chegamos ao hotel, fui descer do carro e dei uma cabeçada no batente do carro, o que fez ele se assustar." O amigo então resolveu levá-lo para o hospital."Ao chegarmos lá, o especialista em neurologia já estava nos esperando na garagem. Fui direto para a tomografia e, em pouco tempo, me mostraram um baita coágulo que eu tinha na minha cabeça. No mesmo dia eu já fui parar na UTI, cheio de agulha".Sérgio Reis no Show "Coração Sertanejo", com participação das duplas Rio Negro & Solimões e Sérgio & Tchelo. Hoje, às 21h. De R$ 15 a R$ 30 (estudantes); e R$ 30 a R$ 60. Olympia (R. Clélia, 1.517, tel: 3866-3000).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.