Sérgio Dias faz show em SP

Em 1968, o guitarrista Sérgio Dias enfrentou ao lado de seu irmão Arnaldo Baptista e de Rita Lee as vaias iradas da platéia do Tuca. Era o Festival Internacional da Canção e os Mutantes, apadrinhados do tropicalismo, acompanhavam Caetano Veloso na canção É Proibido Proibir, um protesto contra à ditadura que não foi bem aceito pelo público. Nenhum deles se esqueceu daquele show, foi um batismo - e também uma exceção na aclamada carreira da banda. Hoje e amanhã, Sérgio volta ao Tuca para apresentações com pé na nostalgia, mas muito provavelmente, sem as vaias. Os shows serão divididos em duas partes, a primeira calcada em músicas da carreira-solo e de seu mais recente trabalho, Estação da Luz, um disco recheado de referências sessentistas. A segunda parte será dos Mutantes."São canções que há muito tempo eu não faço. É pra matar a saudade e também para mostrar para a garotada como era o rock-and-roll quando as pessoas não se preocupavam em tocar no rádio", afirma. Desse baú, entram Le Premier Bonheur du Jour, Ando Meio Desligado, It´s Very Nice pra Chuchu, Jardim Elétrico, Vida de Cachorro, Balada do Louco e A Hora e a Vez do Cabelo Nascer. Todas da primeira formação do grupo. Homenagem a George Harrison - Da fase progressiva, com Sérgio no comando da banda a partir de 1974, estão no repertório Cidadão Terra e O A e o Z, por exemplo. Do novo trabalho, aparecem músicas como a pesada Escravos da Revolução, e ainda Filhos do Silêncio, La Femme Lourdina (feita para sua esposa) ou Anjos do Sul, também do repertório dos Mutantes.Sérgio, considerado um dos dez melhores guitarristas brasileiros, pensa em fazer uma homenagem a George Harrison. Segundo ele, não houve tempo de ensaiar uma música do ex-beatle, mas no último álbum, há uma "ode" aos rapazes de Liverpool na faixa 4 Ever.A canção é cheia de citações a músicas como I Want to Tell You, If I Needed Someone e outras. Sérgio ainda toca esta faixa com uma guitarra Gretsch, marca que ficou famosa nos anos 60 justamente por causa de Harrison. Um show imperdível, até mesmo para quem o vaiou em 1968.Sérgio Dias - Tuca (Rua Monte Alegre, 1.024, tel.: 3670-8453). Hoje e amanhã, às 21 h. Ingresso R$ 15.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.