Sem tubo respirador, situação de filha de Whitney Houston continua estável

Bobbi Kristina Brown foi achada em 31 de janeiro inconsciente numa banheira de sua casa

Colleen Jenkins, Reuters

19 de fevereiro de 2015 | 18h42

Os médicos retiraram um tudo que ajudava Bobbi Kristina Brown, filha da cantora Whitney Houston, a respirar desde que foi encontrada inconsciente numa banheira no mês passado, mas nenhuma decisão foi tomada sobre a retirada dos aparelhos que a mantêm viva, disse uma fonte da família nesta quinta-feira, 19.

A fonte, que não quis ser identificada, disse que a condição geral de Brown não mudou. Retirar o tubo de respiração foi um procedimento padrão para evitar uma infecção, disse a fonte.

Familiares disseram que Brown, de 21 anos, única filha dos cantores Bobby Brown e Whitney Houston, está lutando pela vida no hospital da universidade Emory, em Atlanta, depois que foi achada em 31 de janeiro de bruços e inconsciente numa banheira de sua casa.Eles falaram pouco sobre o tratamento da aspirante a cantora ou do prognóstico médico, e Bobby Brown pediu privacidade.

A polícia em Roswell, Georgia, está tratando o caso como uma investigação criminal e tem interrogado as pessoas sobre as circunstâncias que levaram Bobbi a ser encontrada na banheira.

Whitney, seis vezes vencedora do Grammy e atriz, que lutou contra o abuso de substâncias, morreu afogada numa banheira de hotel em Beverly Hills, na Califórnia, em 11 de fevereiro de 2012. As autoridades disseram que o uso de cocaína e doença cardíaca contribuíram para a morte dela aos 48 anos.

Relembre sucessos na voz de Whitney Houston:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.