Scott Weiland, vocalista do Stone Temple Pilots e Velvet Revolver, morre aos 48 anos

Músico foi encontrado morto em um ônibus de turnê nesta sexta, 4

AP

04 de dezembro de 2015 | 07h51

MEDINA, Minnesota - Scott Weiland, o ex-vocalista do Stone Temple Pilots e do Velvet Revolver, morreu aos 48 anos. O agente do músico, Tom Vitorino, confirmou a morte na manhã desta sexta-feira, 4. Vitorino disse que soube da morte de Weiland por meio de seu gerente de turnê, e se referiu à página de Weiland nas redes sociais, que postou uma mensagem confirmando a notícia.

A mensagem diz que Weiland morreu durante o sono em uma parada do ônibus em Bloomington, Minnesota.

A banda atual de Weiland, Scott Weiland & The Wildabouts, tinha um show marcado em Medina. O site do local do evento mostrava que o mesmo tinha sido cancelado, sem informar a razão. A esposa de Scott, Jamie, também confirmou a notícia ao Los Angeles Tribune.

"Eu não posso lidar com isso agora", ela disse, aos prantos. "É verdade."

O cantor ascendeu à fama com os Stone Temple Pilots, banda do pós-grunge que teve sucessos como Interstate Love Song, Plush e Vasoline.

A banda se separou em 2003, e Weiland formou o Velvet Revolver, com todos os membros do Guns n' Roses menos Axl Rose: Slash, Duff McKagan e Matt Sorum. Entre as canções deste grupo, está Fall to Pieces.

 

 

Scott Weiland, best known as the lead singer for Stone Temple Pilots and Velvet Revolver, passed away in his sleep while...Posted by Scott Weiland on Quinta, 3 de dezembro de 2015

 

O Stone Temple Pilots se reuniu novamente em 2008. "A história não acabou", Weiland disse na época. "Há mais para ser revelado e mais para ser contado." A nova fase durou até 2013, quando Weiland foi demitido da banda e substituído por Chester Bennington, do Linkin Park.

Weiland tem um longo histórico de abuso de substâncias ilícitas e álcool, incluindo prisões e temporadas em reabilitações. Em 1995, ele foi preso após autoridades descobrirem crack e heroína entre seus pertences. Em 1998, ele foi julgado culpado de posse criminosa de heroína. Suas prisões por posse de drogas e tempo nas rehabs contribuíram para a separação do Stone Temple Pilots em 2003.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.