Stephan Solon/Via Funchal
Stephan Solon/Via Funchal

Scissor Sisters faz show inédito no Brasil e 'tira onda' com Paul McCartney

Apresentação reuniu público LGBT de gerações diferentes em São Paulo

Rafael Andrade - Estadão.com.br,

23 de novembro de 2010 | 03h36

Com um ano e oito meses de atraso, o Scissor Sisters pintou finalmente pela primeira vez no Brasil, para um único show, na noite desta segunda-feira, 22, em São Paulo. A banda de Nova York era esperada para apresentações aqui e em Curitiba, em março de 2009, mas a vinda para a América Latina foi cancelada na época por problemas de produção.

A casa não chegou a lotar, mesmo com a parceria com a festa Gambiarra - que permitiu a compra de ingressos a R$ 50 (um quarto do valor original da entrada). Mas o público de maioria gay, de cinquentões a pós-adolescentes, pulou da primeira à última música.

 

Jake Shears e Ana Matronic (que dividem os vocais), Babydaddy (baixo, guitarra e teclado), Del Marquis (guitarra e o baixo) e Randy 'Real' Schrager (bateria) subiram ao palco com 40 minutos de atraso. Abriram com Night Work, a música que dá nome ao terceiro disco do Scissor Sisters, lançado este ano. Jake entrou vestindo um macacão de vinil preto e vermelho, justíssimo. Matronic, um vestido preto com tanto pano que escondia a boa forma conquistada depois da perda de uns quilinhos a mais.

 

 

 

 

Era perceptível o problema com a voz de Jake. Após Take Your Mama, o vocalista pediu desculpas, já sem a parte de cima da roupa. "Isso nunca aconteceu comigo em toda a minha carreira, mas hoje minha voz não está bem", disse, antes de cantar Mary - que exige tanto dele nos agudos e que, na apresentação desta noite, não causou o impacto registrado no DVD da turnê do primeiro disco da banda.

 

O Scissor Sisters apresentou uma sequência de hits dos três álbuns lançados por eles desde 2004.  I Don't Feel Like Dancin', feita em parceria com Sir Elton John (que também gravou o piano para a faixa), só apareceu no bis. A música foi o carro-chefe do segundo álbum, Ta-Dah, lançado em 2006. Com ela, o Scissor Sisters atingiu o topo da parada britânica e ficou conhecido, também, aqui no Brasil.

 

 

 

 

A provocação da noite foi para outro Sir, Paul McCartney. "Nosso show é muito mais divertido que o dele", disse Matronic, quando o show já caminhava para o encerramento, fazendo uma referência à apresentação do ex-Beatle no Morumbi, também na noite desta segunda.

 

O show em São Paulo encerrou a parte sul-americana da turnê de divulgação de Night Work, que também passou por Santiago e Buenos Aires. Terminou com Jake exibindo, dentro de uma jockstrap, as nádegas que ilustram a capa do novo disco. Matronic usava um sutiã preto e um vestido furtacor sexy. Para o público que estava alí, nada absurdamente transgressor.

 

 

 

 

 

SETLIST

 

Night Work

Laura

Any Which Way

Whole New Way

Tits on the Radio

Harder You Get

Running Out

Take Your Mama

Mary

Kiss You Off

Fire With Fire

Skin This Cat

McCartney

Nightlife

Comfortably Numb

Invisible Light

 

BIS

I Don't Feel Like Dancing

Filthy/Gorgeous

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.