Flávio Charchar
Flávio Charchar

Savassi Festival mostra uma das cenas do jazz mais vibrantes do país

Pianistas DeAngelo Silva e Diogo Monzo, Duo Mitre e guitarrista Rafael Gonçalves estão no festival que começa nesta terça (10), com horários também de debates entre especialistas e instrumentistas

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2020 | 10h00

Uma cena vibrante de Minas continua sendo refletida pelo Savassi Festival, um festival que vem mostrando há 18 anos sobretudo instrumentistas que fazem desta uma das gerações mais criativas do jazz e da música instrumental. Por causa da pandemia, os shows serão online neste ano, mas uma novidade serão as mesas redondas virtuais com debates sobre os processos de composição, as características e as influências dos convidados. As apresentações serão entre os dias 10 e 14 de novembro, às 20h. Haverá debates pela manhã e à tarde (veja programação abaixo).

Apesar do formato em desgaste das lives, há um ponto específico que faz desse encontro uma amostra importante. Os nomes que aparecem na programação artística não são necessariamente de Minas, mas trazem todos o frescor de serem relativamente recentes no meio instrumental. Todos os shows serão gratuitos e transmitidos peloendereço www.youtube.com/savassifestivaljazz. E a programação completa está em www.savassifestival.com.br.

O show de terça (10) será entre 20h30 e 21h30, do Sound and Vision: Manuel Falleiros Première. Na quarta, a partir das 20h, a noite abre com o violonista mineiro das sete cordas Rafael Pansica e fecha com o pianista Diogo Monzo. Uma dobradinha de músicos talentosos. Pansica tem uma linguagem trabalhada nos detalhes, de tempos quebrados e um toque delicado, sem os arroubos e atropelos dos virtuosos que gostam de submeter os ouvintes a tratamentos de choque. Monzo é um dos melhores pianistas desses tempos, cheio de criatividade e arrojo tanto para reler obras sagradas do jazz e da música brasileira quanto para criar seus temas.

O dia 12, quinta, será aberto pelo guitarrista Rafael Gonçalves, às 20h30, e encerrado pelo carioca Jovino Santos Neto, entre 20h30 e 21h30. São as duas pontas de uma linha do tempo. Jovino, 66 anos, é um dos nomes mais fortes da música instrumental do país como pianista, tecladista, flautista, arranjador e compositor, com grandes trabalhos sobretudo desde 1977, quando passou a integrar o grupo de Hermeto Pascoal. Rafael é guitarrista e violonista de Juiz de Fora, com um trabalho autoral burilado em uma forte formação acadêmica que não distancia sua linguagem do público. Um pesquisador de sistemas e timbres que não se entrega apenas às intuições.

Dia 13, sexta, entre 20h e 21h, o Work in Progress de Rafael Martini e Joana Queiroz e o Jamba Trio às 20h30. E sábado, 14, o festival termina com o Duo Mitre também às 20h e o pianista DeAngelo Silva, às 20h30. O Duo Mitre tem um charme já na formação. Luísa Mitre é pianista, compositora e arranjadora, já conhecida na programação do Savassi e premiada em 2019 pelo Prêmio Marco Antônio Araújo de 2019 na categoria melhor disco instrumental autoral de Minas Gerais lançado em 2018. Sua irmã, Natália Mitre, é vibrafonista e percussionista, bacharel em música com habilitação em percussão pela UFMG e mestre em performance musical. É delicado juntar piano com vibrafone pela natureza de seus timbres tão próximos. Teclas percutidas, harmônicos pelos ares, sons que se abraçam. São muitas vezes organismos de um mesmo instrumento que se separam e se juntam, como fazem os irmãos e as irmãs. DeAngelo, 27 anos, é um pianista de sangue quente, vencedor do 17º Prêmio BDMG Instrumental, em Minas. Seu jazz é explosivo e arrebatador. Um dos maiores instrumentistas surgidos em muitos anos no país.

SHOWS

Dia 10 de novembro

20h30 às 21h30

Sound and Vision: Manuel Falleiros Première

Dia 11 de novembro

20h à 21h

Rafael Pansica

20h30 às 21h30:

Diogo Monzo

Dia 12 de novembro

20h às 21h

Rafael Gonçalves

20h30-21h30:

Jovino Santos Neto

Dia 13 de novembro

20h às 21h

Work in Progress - Rafael Martini e Joana Queiroz

20h30-21h30

Jamba Trio (show inédito)

Dia 14 de novembro

20h às 21h

Música Nova: Duo Mitre

20h30-21h30

Deangelo (show inédito)

MESAS REDONDAS E ENTREVISTAS

Dia 11 de novembro

Mesa redonda 1

10h às 12h

Moderador: Cléber Alves (UFMG), com Rafael Pansica (UFMG), Diogo Monzo (Uni-Rio), Rafael Gonçalves (Uni-Rio) e Alexandré Andrés (UFMG

Entrevista

15h às 17h

Entrevista com Nivaldo Ornelas.

Entrevistadores: Bernardo Fabris Chico Amaral Tulio Mourão Kiko Ferreira

Dia 12 de novembro

Mesa redonda 2

10h às 12h

Moderador: Cliff Korman (UniRio/UFMG), com Manuel Falleiros (Unicamp), Chris Stover (Griffith University) e Bia Cyrino (UNILA)

Entrevista

15h às 17h

Entrevista com Bruno Golgher

Entrevistadores: Cliff Korman (UniRio/UFMG) Ivan Monteiro Eliane Parreiras (FCS) Rafael Barata

Dia 13 de novembro

Entrevista

10h às 12h

Entrevista com Léa Freire

Entrevistadores: Mauro Rodrigues (mediador) Benjamim Taubkin Glawcer Nader Heloisa Feichas (UFMG

Mesa redonda 3

15h às 17h:

com Mauro Rodrigues, Fabiano Araújo (UFES), Rafael Martini (UFMG) e Jovino Santos Neto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.