Saraus de Jacob do Bandolim são resgatados

As 122 fitas cassetes que Jacob do Bandolim deixou para o Museu da Imagem e do Som, com registro de saraus em sua casa, serão digitalizadas, graças a um convênio com o Instituto Jacob do Bandolim.O material estava em risco, pela ação do tempo e por estar mal-acondicionado. Agora, o Instituto busca R$ 300 mil para resgatar todo o acervo: além das fitas, 6 mil partituras de choros, desde o século 19, cadernos de música e recortes de jornais guardados, que contam a história do choro dos anos 30 aos 60.

Agencia Estado,

03 de junho de 2003 | 10h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.