Samba pra ninguém botar defeito nos palcos de SP

O compositor e cantor Wilson das Neves canta sábado e domingo, no Sesc Vila Mariana, seus maravilhosos sambas, vários em parceria com Paulo César Pinheiro. E não é só: também em parceria com Chico Buarque - é fascinante Quarto de Hotel -, Aldir Blanc, Nei Lopes. Não, o leitor não leu errado. Wilson das Neves, certamente o maior baterista do samba, é um grande cantor e compositor. Mas só quem sabia era a turma do mundo do samba. Wilson gravou uma faixa cantando, há muitos anos, e nunca mais, até 1997, quando saiu seu primeiro disco-solo: O Som Sagrado de Wilson das Neves. Resultado: ganhou o Prêmio Sharp do ano, para infortúnio de Délcio Carvalho, que tinha lançado o impecável Afinal e estava esperando o prêmio. Foi covardia.Wilson, que tem 64 anos e toca desde os 20, é integrante da banda de Chico Buarque (foi ele quem ensinou Chico a sambar no palco) e boa parte da banda de Chico estará com ele no Sesc: o pianista e arranjador Cristóvão Bastos, o violonista Luiz Cláudio Ramos, o contrabaixista Jorge Helder, o saxofonista e flautista Marcelo Bernardes.Completam o grupo Dom Chacal (percussão), André Tandeta (bateria; Wilson vai só cantar), Nei Silva (bumbo e voz), Marta e Carol (coro). O parceiro Paulo César Pinheiro fará participação muito especial. Também participam o Quinteto em Branco e Preto e a cantora Maria Martha.Outro bamba - Para continuar falando de samba, Jorge Aragão vai cantar, amanhã a domingo, na Tom Brasil. É outro bamba, que fez parte da primeira formação do grupo Fundo de Quintal e compôs sucessos como Vou Festejar, Coisinha do Pai, Coisa de Pele, Enredo do Meu Samba. Jorge é todo festa: seu disco mais novo, Jorge Aragão Ao Vivo, vendeu 250 mil exemplares e suas músicas estão entre as mais executadas na cidade. Certo, cifras, em geral, não querem dizer nada - ou Ilariê, da Xuxa, teria de ser considerada obra-prima, de tanto que tocou e toca -, mas, nesse caso, é animador: em tempos de pagode vagabundo, um compositor de verdade consegue chegar ao topo. Alvíssaras.Mais samba - Samba, ainda. Eliane Faria, no Villagio Café, amanhã e sábado. Eliane ainda não é conhecida. Chega à cena com o aval (e com direito a música nova) de Paulinho da Viola, seu pai. Vai cantar acompanhada pelo Quinteto em Branco e Preto, revelação do samba paulistano. Ela (e eles também) está preparando seu primeiro disco. Vai dar uma pala.Falando em revelação do samba temos, ainda, o bom Dunga, compositor e cantor de quem muito se vai falar. Tem só um disco lançado (pela Velas), que leva seu nome e traz parcerias com Toninho Nascimento e Roque Ferreira, entre outros grandes. O padrinho artístico de Dunga é ninguém menos do que Nei Lopes. Dunga canta no sábado, na feijoada do Consulado da Cerveja.E, para esquentar as paredes pós-modernas do Credicard Hall, Zeca Pagodinho sobe ao palco da casa, com a banda Moleque, sábado e domingo. Em suma: neste fim de semana, São Paulo é a capital do samba.Caipiras - Mas quem quiser outro tipo de música tem programa também. Dois, em especial, merecem recomendação: o Arraial de João Pacífico, no Sesc Ipiranga, apresenta, sábado e domingo, Braz da Viola e a fabulosa Orquestra de Viola Caipira de São José dos Campos; e Pena Branca lança seu primeiro disco-solo no Sesc Pompéia, também sábado e domingo.São dois grandes programas. O mineiro Braz da Viola presta homenagem ao compositor João Pacífico, da dupla com Pernambuco, uma das figuras definidoras da música caipira de fato. Pena Branca foi forte para, depois da morte do irmão, Xavantinho, encarar a carreira-solo. Acaba de lançar o disco Semente Caipira, preciosidade que precisa ser ouvida. Aproveite a chance, ouça e veja.Serviço - Eliane Faria. Amanhã e sábado, às 23 horas. R$ 12,00. Villagio Café. Praça Dom Orione, 298, tel. 251-3730. Jorge Aragão. Amanhã e sábado, às 22 horas; domingo, às 20 horas. De R$ 20,00 a R$ 40,00. Tom Brasil. Rua das Olimpíadas, 66, tel. 3845-2326. Até 18/6Wilson das Neves. Presença de Paulo César Pinheiro. Sábado, às 21 horas, e domingo, às 19 horas. De R$ 10,00 a R$ 20,00. Sesc Vila Mariana. Rua Pelotas, 141, tel. 5080-3000Dunga. Sábado, às 17h45. R$ 12,00 (mulheres) e R$ 18,00 (homens). Consulado da Cerveja. Rua Eduardo Espínola Filho, 70, tel. 6973-3256Zeca Pagodinho. Sábado, às 22 horas, e domingo, às 20 horas. De R$ 25,00 a R$ 60,00. Credicard Hall. Avenida das Nações Unidas, 17.955, tel. 551-1174Arraial do João Pacífico. Presença de Braz da Viola. sábado e domingo, a partir das 16 horas. Sesc Ipiranga. Rua Bom Pastor, 822, tel. 3340-2000. Até 25/6Pena Branca. Sábado e domingo, às 20 horas. R$ 10,00. Sesc Pompéia. Rua Clélia, 93, tel. 3871-7700

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.