Sai resultado do concurso de canto do Pará

O tenor Eduardo Itaborahy e a soprano Gabriella Pace foram os grandes vencedores da primeira edição do Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão, realizado durante a semana passada em Belém, no Pará. Patrocinado pelo governo do Estado e organizado pela São Paulo ImagemData, o concurso teve 63 participantes e o júri foi presidido pelo maestro Sílvio Barbato.Na categoria masculina, ficou em segundo lugar o barítono coreano Lee Young-Keun e em terceiro o tenor paraense João Augusto O´ de Almeida, que também recebeu o prêmio do júri popular. Na categoria feminina, Marilda Costa foi a segunda colocada e Alpha de Oliveira ficou com o terceiro lugar.Para Gabriela, que participou da montagem da ópera As Bodas de Fígaro na última edição do Festival de Ópera de Manaus, a principal dificuldade do concurso foi, em um pequeno período de tempo, cantar diferentes tipos de repertório. "Para se ter uma idéia, cantei Carlos Gomes, Mozart, Puccini, Bellini, Villa-Lobos e Donizetti", diz a soprano, para quem o nível da competição foi bastante alto. "O nível do concurso é internacional e o profissionalismo com o qual foi conduzido é uma verdadeira revelação não apenas para o Brasil, mas para o mundo."Itaborahy e Gabriela receberão US$ 5 mil cada um. Para os segundos lugares, o prêmio foi de US$ 3 mil e para os terceiros, US$ 2 mil. Mas as premiações não se limitam a quantias em dinheiro. Segundo o diretor da São Paulo ImagemData, Cléber Papa, a principal proposta do concurso é a continuidade. "Quando surgiu a idéia do concurso, a intenção era criar mecanismos para que o trabalho tivesse continuidade."Os dois primeiros colocados em cada categoria vão gravar um disco cada um, o que pode ajudar na divulgação de seus trabalhos tanto no Brasil como no exterior. Além disso, já estão sendo escolhidos entre os participantes do concurso, solistas que vão participar, no ano que vem, da primeira gravação da ópera Joana de Fladres, de Carlos Gomes. Na ocasião, será utilizada a partitura da ópera que tem sido recuperada pelo maestro Luis Aguiar nos últimos 25 anos. A regência será de Sílvio Barbato.Os vencedores também já estão previamente contratados para participar do Festival Verdi de Ópera, que ocorre no segundo semestre do ano que vem em Belém. Serão, ao todo, três montagens, que foram possibilitadas por um acordo entre as secretarias de Cultura de São Paulo, do Pará e de Brasília. Em Belém, será montada a ópera Macbeth, que deve estrear em agosto na Inglaterra antes de vir ao Brasil. Dela, participarão Lee Young Kung, como Macbeth, Eduardo Itaborahy, como McDuff, e Gail Gilmore, como lady Macbeth.Em São Paulo, com elenco ainda não definido, o Teatro São Pedro será palco de uma nova montagem da ópera La Traviata. O Teatro Nacional de Brasília abriga a estréia de uma montagem de Un Ballo in Maschera. O elenco também não foi definido. Dessa forma, Cléber Papa acredita que se está vislumbrando a criação de um novo eixo de ópera dentro do País.

Agencia Estado,

28 de novembro de 2000 | 15h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.