Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Ry Cooder é proibido de tocar com músicos cubanos

O guitarrista e produtor musical americano Ry Cooder, que ficou conhecido mundialmente pelo projeto Buena Vista Social Club, foi multado pelo governo dos Estados Unidos em US$ 100 mil e proibido de trabalhar novamente com os músicos cubanos que ele revelou no documentário de Wim Wenders. A proibição se baseia numa norma editada pelo governo americano chamada America?s Trading With The Enemy Act. De acordo com a BBC, a norma prevê sérias restrições aos cidadãos americanos que tenham tratos comerciais com países como Cuba, que está sob embargo desde 1962. Ry Cooder foi beneficiado com um alívio desta norma no fim do governo Clinton. Ele teve liberdade para ir a Cuba e trabalhar por um ano, a partir do fim de 2000. E aproveitou o período para produzir dois discos, um com o cantor Ibrahim Ferrer e outro com o violonista Manuel Galban. O disco de Ibrahim Ferrer está pronto para ser lançado. "Quando digo que esta é uma clássica gravação latina, quero dizer que pode ser a última chance de misturar pessoas e estilos", disse Cooder. Ele lamenta que não poderá mais gravar com os músicos cubanos. "Politicamente, não posso fazer mais, portanto devo dizer que isto é o melhor que posso fazer", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.