Rússia contrata 7 mil policiais pela proteção de Madonna

O tão esperado show de Madonna que acontece na noite desta terça-feira em Moscou contará com um imponente serviço de segurança, composto por uma brigada inteira de 600 agentes especiais anti-rebelião e 7 mil policiais. Tudo isso para garantir o bom andamento do show da rainha do pop no estádio de futebol Luzhniki. Madonna é uma das popstars preferidas dos russos, e a mais imitada pelas jovens. Estavam previstos 50 mil ingressos para o show, que foram esgotados em poucos dias.A polêmica cena da crucificação A cena em que Madonna se crucifica no show turnê "Confessions" causou polêmica entre católicos e ortodoxos. O arcebispo católico de Moscou, Tadeuz Kondrusiewicz, pediu "encarecidamente" para que ela não se crucifique no palco e não faça poses "obscenas".Poucos dias antes do concerto, cerca de 100 radicais ortodoxos se manifestaram na praça Pushkin de Moscou para pedir uma "nova inquisição", com o propósito de lutar "contra a profanação dos cruzamentos, dos ícones e da simbologia da ortodoxia russa".A União de Porta-bandeiras Ortodoxos disse que faria o possível para cancelar o show de Madonna, acusado por alguns de "sacrilégio".Cantora desembarca sem familiares em MoscouA chegada de Madonna à Rússia foi atribulada, devido às supostas ameaças da máfia russa e às críticas de religiosos. Segundo a imprensa britânica, a máfia russa ameaçou seqüestrar os filhos de Madonna se esta realizasse seu show em Moscou, embora a polícia local tenha minimizado tais ameaças. A estrela chegou no país na segunda-feira em um vôo privado e sem familiares, com trajes de inverno, e dirigiu-se para o hotel Ararat Park Hyat. À noite, esteve presente na inauguração de uma exposição de seu fotógrafo pessoal, Steven Kline, o que fez com que a polícia tivesse que bloquear uma rua inteira do centro para conter os milhares de fãs em busca de autógrafos.A artista tentou fazer um passeio na Praça Vermelha, centro histórico de Moscou, mas não conseguiu nem sair do carro porque foi imediatamente cercada por um grupo entusiasmado de fãs.

Agencia Estado,

12 de setembro de 2006 | 17h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.