Roxo domina exposição em homenagem à carreira de Prince em Londres

Roxo domina exposição em homenagem à carreira de Prince em Londres

Mostra na Arena O2 com mais de 200 itens, incluindo guitarras personalizadas, estatuetas de prêmios, cadernos de composições escritas à mão e figurinos

Mark Hanrahan, Reuters

26 Outubro 2017 | 13h48

LONDRES - Muito roxo e hits do pop estão a caminho da Arena O2, em Londres, como parte de uma nova exposição de objetos pessoais do cantor Prince, morto em 2016. My Name is Prince (Meu nome é Prince, em português) conta com mais de 200 itens, incluindo guitarras personalizadas, estatuetas de prêmios, cadernos de composições escritas à mão e figurinos elaborados que apareceram em seus clipes e filmes.

O cantor morreu por causa de uma overdose acidental em 2016. Entretanto, organizadores disseram que ele contribuiu para estabelecer as bases da exposição.

"Prince começou a planejar abrir a Paisley Park no início dos anos 2000 - literalmente escrevendo o primeiro guia", disse Angie Marchese, diretora de arquivos no complexo de Paisley Park, propriedade onde o cantor vivia e trabalhava, em Minnesota.

Além de exibir os destaques da carreira de Prince, Marchese disse que os organizadores esperam dar aos visitantes uma ideia da reclusa vida privada do cantor.

"Quem ele era como o amigo, o companheiro de banda, o irmão. Nós esperamos contar um pouco dessa história também", disse.

Entre os destaques dos itens da exibição estão o terno roxo que o cantor usou na capa de seu disco Purple Rain, sua famosa guitarra "nuvem" e uma grande coleção de sapatos de salto alto. A exposição, que vai até o dia 7 de janeiro de 2018, está em cartaz em um local muito associado com o cantor - a Arena O2, de Londres. Em 2007, Prince se apresentou por 21 noites na arena, tocando para 450 mil fãs.

Mais conteúdo sobre:
Prince

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.