Rosa Passos faz duas apresentações no Sesc Pompéia

Faz quase cinco anos que Rosa Passos não se apresenta em São Paulo. Nesta quinta-feira e na sexta-feira ela está de volta no Teatro do Sesc Pompéia, para marcar o lançamento do CD "Rosa" (Telarc/Universal). No álbum, gravado só com a voz e o violão da própria cantora, ela voltou a dar vazão a seu lado autoral e reinterpreta de maneira muito pessoal clássicos como "Sentado à Beira do Caminho" (Roberto e Erasmo Carlos) e "Olhos nos Olhos" (Chico Buarque), sempre com inclinação para fundir jazz e bossa.Dos momentos mais relevantes do CD, Rosa vai reproduzir o sucesso de Roberto e Erasmo, faixa que a gravadora americana, da qual é contratada, está trabalhando no exterior. A canção estará num bloco em que ela canta acompanhada de seu violão e do contrabaixo de Paulo Paulelli, seu "filhote" musical. Na maior parte do show, ela conta com apoio de um quinteto formado, além de Paulelli, por Fábio Torres (piano), Celso Almeida (bateria), Marcos Teixeira (guitarra) e Rodrigo Ursaia (sax). "Meu momento com Paulinho é outra coisa dentro do show. Tenho viajado bastante com ele; fizemos 23 shows em 7 países para lançar Rosa", conta.No domingo, Rosa fez no 8.º Festival de Jazz de Ipatinga (MG) o primeiro show do que ela considera a retomada de sua carreira no País. Foi quando botou mais de 800 pessoas para cantar com ela o refrão de "Sentado à Beira do Caminho"."É a primeira vez que sou convidada para um festival de jazz no Brasil", diz a cantora baiana, que tem no currículo passagens pelos mais importantes eventos internacionais do gênero. "É um momento de grande alegria para mim retomar o meu trabalho no Brasil. Domingo até brinquei com o público dizendo que não acreditava que estava de novo falando português."O longo tempo de ausência levou Rosa a optar por um apanhado da carreira, incluindo no roteiro canções de Djavan (um de seus autores prediletos), além de prestar homenagem a Elis Regina (1945-1982), no bis, como tem feito há dez anos. Com o suingue e a sutileza que a consagraram como a melhor correspondente feminina de João Gilberto. Rosa Passos. Sesc Pompéia/ Teatro (344 lug.). Rua Clélia, 93, tel. 3871-7700. Hoje e amanhã, às 21 horas. R$ 8 a R$ 20

Agencia Estado,

31 de agosto de 2006 | 11h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.