Roqueiro Pete Doherty pede desculpas por cantar hino nazista

O roqueiro britânico Pete Doherty pediu desculpas nesta segunda-feira depois de ter sido vaiado num show em Munique por cantar o hino nazista "Deutschland, Deutschland ueber alles."

REUTERS

30 de novembro de 2009 | 17h38

O incidente com Doherty, vocalista da banda Babyshambles, ocorreu no sábado num show organizado pela rádio Bayerischer Rundfunk, em Munique, e transmitido ao vivo.

Depois das vaias, uma apresentadora pediu que ele deixasse o palco, e ele atirou o microfone nela, segundo relato do jornal local TZ na segunda-feira. A rádio Bayerischer Rundfunk pediu desculpas.

"Ele estava alheio à controvérsia cercando o hino nacional alemão e se desculpa profundamente se causou alguma ofensa", disse uma assessora de imprensa de Doherty em nota divulgada no site da emissora britânica Sky News.

O hino alemão é usado desde 1922, mas seu primeiro verso -- com o refrão "Deutschland, Deutschland ueber alles", ou "Alemanha, Alemanha acima de tudo" -- foi abandonado depois da 2a Guera Mundial, por causa da sua conotação nazista.

Desde 1952, tem sido usada a terceira estrofe -- "Einigkeit und Recht und Freiheit," ou "Unidade, Justiça e Liberdade."

(Por Erik Kirschbaum)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICADOHERTYNAZISMO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.