Roqueiro francês que matou namorada atriz divulga músicas novas

Um roqueiro francês que foi libertado da prisão antes do término de pena por ter matado sua namorada, a atriz Marie Trintignant, causou polêmica nesta quinta-feira quando ele e sua banda colocaram duas novas músicas em seu site. Bertrand Cantat, da banda Noir Desir, foi muito criticado por usuários franceses da internet pela tentativa de ressuscitar a carreira depois de cumprir apenas a metade de uma sentença de oito anos na prisão. Cantat foi condenado pelo assassinato de sua ex-namorada, a atriz Marie Trintignant. "Aquele assassino? Ele ousa falar ou cantar? Pobre Marie. Que desgraça", escreveu uma mulher identificada como "Mounette" em um popular fórum de mensagens online. Cantat socou e bateu em Trintignant durante uma briga em um hotel na Lituânia em julho de 2003. Ela entrou em coma e morreu pouco depois. O cantor foi considerado culpado de homicídio por um tribunal em Vilnius e foi transferido para a França para cumprir a pena. Ele foi solto antes do término da sentença por bom comportamento em outubro do ano passado. Trintignant, filha do ator de cinema Jean-Louis Trintignant, foi uma famosa atriz na França e sua morte causou um grande choque. Cantat negou-se a dizer anteriormente se continuaria com a carreira de cantor. As duas novas músicas da Noir Desir colocadas no site são "Gagnants/Perdants" ("Vencedores/Perdedores"), que comenta a atual crise financeira global, e "Le temps des cerises" ("A temporada das cerejas"), uma versão de um clássico francês. "A canção 'Vencedores/Perdedores' foi gravada pela Noir Desir em reação ao atual contexto. Seria impossível esperar mais para publicá-la", disse a banda em seu site. (Reportagem de Elizabeth Pineau e Estelle Shirbon)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.