Rolling Stones se apresentam na China em único show

Os Rolling Stones, que se apresentaram no Rio de Janeiro, em 18 de fevereiro, num show para mais de 1 milhão de pessoas, chegaram hoje à China, com discrição e três anos de atraso. Um porta-voz da Emma Entertainment, que organiza o show de sábado em Xangai - único que o grupo fará no país - disse que os oito mil ingressos disponíveis para o espetáculo foram vendidos. A Emma não explicou a escolha do Xangai Grand Stage, pequeno para a banda. Além do teatro pequeno, as entradas ganharam preços internacionais, que vão de 300 aos 3 mil yuan (10 yuan equivalem a 1 euro), considerados exorbitantes para uma cidade onde o salário médio é de 1.700 yuan por mês. Não são claros os motivos que levaram os organizadores a escolherem Xangai, cidade mais ligada ao jazz. É da capital Pequim que vêm todos os maiores expoentes do rock na China, como Cui Jian (o "Bob Dylan chinês" que em 1989 deu voz à raiva dos estudantes na praça Tiananmen) a Tang Dinasty (a banda de rock mais amada pelos jovens chineses). O show de Xangai faz parte da turnê mundial A Bigger Bang, que teve início em agosto do ano passado e que já levou os Rolling Stones aos Estados Unidos, América do Sul e Japão. Ainda não se sabe qual será a lista das músicas que o grupo irá tocar sábado, mas o porta-voz de Emma disse que os organizadores "obedecerão todas as regras" impostas pelo governo de Pequim. Os Stones tinham programado dois shows, um em Xangai e outro em Pequim, na primavera de 2003, mas os dois foram cancelados na última hora devido à epidemia de Sars (síndrome respiratória aguda severa) que o governo chinês tentava esconder. Os organizadores tinham aceitado as limitações impostas pela censura chinesa, que proibiu as músicas com alusões ao sexo e às drogas, como Honky Tonky Women, Let´s Spend The Night Together, Beast Of Burden e Brown Sugar. Depois do fim do alerta da Sars, se apresentaram na China Backstreet Boys, Elton John, Nora Jones, Deep Purple e outros.

Agencia Estado,

06 de abril de 2006 | 14h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.