Rolling Stones retoma turnê mundial após morte de namorada de Jagger

A banda Rolling Stones apresentou um show enérgico em Oslo nesta segunda-feira, quando a banda sempre jovem retomou uma turnê mundial suspensa em março, depois da morte da namorada de Mick Jagger, a estilista L'Wren Scott.

Reuters

26 de maio de 2014 | 21h09

Jagger, de 70 anos, vestindo uma camisa preta apertada e jeans em grande parte do show para mais de 20.000 pessoas, disse que estava feliz por estar de volta se apresentando na cidade nórdica onde a banda tocou pela primeira vez em uma turnê em 1965.

O show desta segunda-feira, com sucessos como "Satisfaction", "Brown Sugar" e "Sympathy for the Devil", foi o primeiro de uma turnê europeia que agora passará por Lisboa (Portugal) e depois Zurique (Suíça).

Os Rolling Stones adiaram shows na Austrália e na Nova Zelândia em março por causa da morte de Scott, uma estilista e ex-modelo de 49 anos que se suicidou no seu apartamento em Manhattan, Nova York.

Jagger disse no seu site, logo depois da morte dela, que estava tentando entender "como a minha namorada e melhor amiga pôde acabar com sua vida dessa maneira trágica".

Ele não falou sobre a namorada durante o show em Oslo. As apresentações na Austrália e na Nova Zelândia foram remarcadas para outubro e novembro.

A mídia norueguesa exaltou a performance da banda, elogiando Jagger pelo seu vocal, assim como por brincar, dançar, correr e dar piruetas no palco.

"É rock and roll e nós gostamos disso", afirmou o tabloide Dagbladet, dando nota cinco ao show, de uma escala que vai de um a seis.

(Reportagem de Alister Doyle)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICAROLLINGSTONES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.