AP
AP

Rolling Stones completam 50 anos e sinalizam nova turnê

Keith Richards disse nesta semana que a banda se encontrou para 'um par de ensaios'

JOSIE COX, Reuters

12 Julho 2012 | 11h37

LONDRES - Meio século depois do primeiro show dos Rollings Stones, ocorrido na Oxford Street, em Londres, Mick Jagger, Keith Richards, Charlie Watts e Ronnie Wood celebram a data com uma exposição fotográfica inaugurada nesta quinta-feira, 12.

Richards disse nesta semana que a banda se encontrou para "um par de ensaios", o que alimentou rumores de que os Stones estariam preparando uma nova turnê mundial. Ele não chegou a falar em datas.

"Há coisas sendo preparadas, acho que definitivamente está acontecendo", disse ele à BBC. "Mas quando? Ainda não posso dizer. Estamos brincando com a ideia e tivemos um par de ensaios, nós nos juntamos e foi bom."

A exposição de fotos e um livro que a acompanha mostram como os jovens quase imberbes que tocaram em 1962 no Marquee Club se tornaram o flagelo da moral e dos bons costumes na década de 1960, os titãs da música nos anos 70, e finalmente os "veteranos estadistas" do rock no século 21.

A banda surgiu como uma ação entre amigos que dividiam um apartamento (o que incluía também o falecido guitarrista Brian Jones). Mas não é segredo que nas décadas seguintes Jagger e Richards, os moradores daquela espelunca, iriam se distanciar -embora isso possa estar mudando.

Neste ano, Richards pediu desculpas ao colega por alusões negativas ao vocalista feitas na sua autobiografia Vida, de 2010. Segundo a revista Rolling Stone, os dois concordaram que é hora de resolver suas diferenças, uma notícia que deixou os fãs esperançosos de que os Stones possam voltar a fazer uma turnê.

"Fiquei muito envolvido com o lado empresarial dos Stones, principalmente porque senti que ninguém mais estava interessado, mas agora fica claro pelo livro que Keith se sentiu excluído, o que é uma pena", declarou Jagger ao site oficial rollingstone.com. "Acho que é hora de seguir em frente."

"Mick tem razão. Ele e eu tivemos durante o último ano conversas de um tipo que não tivemos por um tempo extremamente longo, e isso foi incrivelmente importante para mim." Algumas fontes dizem que a nova turnê só não aconteceu ainda por causa da briga entre eles, mas a revista Rolling Stone afirmou que a saúde de Richards pode ter sido um fator mais relevante.

"A qualidade das apresentações do guitarrista declinou depois que ele sofreu uma lesão na cabeça durante férias em Fiji em abril de 2006, no meio da turnê A Bigger Bang", disse a revista.   Essa última turnê, que terminou em 2007 em Londres, atraiu 4,5 milhões de pessoas durante dois anos em 32 países. Para celebrar o cinquentenário, começa a ser vendido na quinta-feira um livro de 352 páginas com mais de 700 fotos, sendo 300 em cores, e textos dos próprios músicos. Em novembro, a banda planeja lançar um documentário.

Mais conteúdo sobre:
MUSICA STONES 50ANOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.