EFE/Stefano Costantino
EFE/Stefano Costantino

Roger Waters quer fazer show na fronteira entre EUA e México

Roqueiro diz que o discurso do álbum 'The Wall', de 1979, volta a ter mais sentido do que nunca com a política de Donald Trump

O Estado de S.Paulo, AFP

10 de janeiro de 2019 | 22h19

O roqueiro Roger Waters, em entrevista à AFP,  falou de sua vontade de apresentar o álbum The Wall, do Pink Floyd, ao vivo em algum lugar da fronteira entre os Estados Unidos e o México. “Com Trump, The Wall ganhou relevância. Esse papo de construir um muro aumenta a hostilidade entre pessoas de raças e religiões diferentes", ele disse à agência de notícias. Sobre o show, fez uma ponderação: "Antes que isso aconteça, precisamos de um despertar das pessoas contra as políticas de extrema direita. Os esgotos estão cheios de homens gananciosos e poderosos". 

O álbum The Wall foi lançado em 1979 e se tornou um dos maiores clássicos do rock, com faixas como Another Brick in the Wall e Comfortably Numb.

Tudo o que sabemos sobre:
Roger Watersimigração

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.