Ben Stansall/AFP
Ben Stansall/AFP

Rod Stewart pede desculpas por vídeo com simulação de decapitação

Cantor britânico justificou que a cena era uma imitação da famosa série 'Game of Thrones', e que imagens foram mal interpretadas

EFE, O Estado de S.Paulo

06 Março 2017 | 09h58

O roqueiro britânico Rod Stewart, 72, se desculpou nesta sexta, 3, por um vídeo no qual ele finge decapitar uma pessoa no deserto, parecido aos que o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) divulga, mas que, em sua opinião, foram imagens mal interpretadas.

Stewart aparece em uma duna em Abu Dhabi (Emirados Árabes) com a mão direita na garganta de um homem, que está ajoelhado na areia na frente dele. O vídeo, publicado no Instagram da esposa do músico, Penny Lancaster, e apagado algum tempo depois, foi divulgado pelo jornal The Guardian.

Em comunicado, Stewart, garantiu que a cena era uma imitação da famosa série de TV Game of Thrones, embora "compreensivelmente foi mal interpretada". Ele aproveitou a nota para estender suas "mais profundas desculpas aos que se ofenderam".

"Primeiro imitamos aos Beatles cruzando a Abbey Road. Depois, de forma espontânea, começamos a jogar Game of Thrones. Estávamos simplesmente brincando antes do espetáculo", argumentou Stewart.

A família de David Haines, voluntário britânico executado em setembro de 2014 pelo Estado Islâmico, expressou incômodo com o vídeo do músico.

"Isso aconteceu de verdade com o meu pai. Não é algo engraçado. Acho vergonhoso uma pessoa famosa, tida como modelo de conduta, fazer este tipo de coisa", afirmou a filha de Haines, Bethany, ao jornal Daily Mail

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.