Rock in Rio vende menos ingressos que o esperado

Já foram vendidos 230 mil ingressos para o Rock in Rio por Um Mundo Melhor, o que é pouco, face à expectativa dos organizadores de vender entre 1,5 milhão e 2 milhões. Os dias 14, 18 e 21 de janeiro são as noites mais vendidas até agora, e os ingressos para o dia 18, segundo estimativa da organização, devem esgotar-se mais rapidamente.Além dos pontos-de-venda espalhados por várias cidades brasileiras, os ingressos podem ser adquiridos pelo telefone 0800-21-2001 e via Internet (www.rockinrio.americaonline.com.br). Custa R$ 35 por noite, e, em média, o espectador terá mais de 20 shows diários, somando-se as atrações da Tenda Brasil, Raízes e do Palco Mundo, além de performances e 3 DJs a postos na Tenda Rock In Rio Eletro. Nos dias dos shows, os portões serão abertos às 13 horas e a jornada vai até as 4 horas da madrugada.Segundo informou a Assessoria de Imprensa do festival, tanto as cotas de patrocínio e comercialização dos espaços na Cidade do Rock quanto a venda de ingressos deverão ter 5% destinados ao projeto social Por um Mundo Melhor, que vem sendo desenvolvido pelo festival. Atualmente já são quase 2 mil alunos entre 17 e 29 anos estudando em salas de aula espalhadas em mais de 50 comunidades carentes do Estado. O projeto é resultado de uma parceria entre o Rock in Rio, Viva Rio e Fundação Roberto Marinho.Há postos credenciados nas Lojas Renner, Banco Itaú e Banerj e Postos BR em todo o País. Em São Paulo, há quiosques nos shoppings MorumbiShopping e Iguatemi. No Rio, os quiosques estão no BarraShopping, Rio Sul, Norte Shopping, Madureira Shopping e Shopping 45.A venda de ingressos na bilheteria da Cidade do Rock (Avenida Salvador Allende, s/n.º, ao lado do Riocentro, em Jacarepaguá) começa no dia 5 de janeiro de 2001 com 2 atendentes e, a partir do dia 10, passam para 22 atendentes. O horário de funcionamento é o seguinte: até um dia antes de começar o evento das 12 às 18 horas; do dia que começa o evento em diante, das 12 às 24 horas.Entre outras dicas, os organizadores sugerem que o espectador vá de ônibus à Cidade do Rock, já que não existe estacionamento por perto. A censura é para 12 anos (menores só acompanhados dos pais ou responsáveis legais). Recomendam também que se levem roupas leves, sapatos confortáveis, óculos escuros, capa de chuva, boné e protetor solar. Haverá um shopping com 25 lojas e cafés com produtos de alimentação e bebidas.Não se pode levar material de filmagem, gravação ou câmeras fotográficas. Serão instalados detectores de metais nas portarias e serão apreendidos objetos cortantes ou contundentes, caixas, fogos de artifício, isopores e geladeiras portáteis. E armas, obviamente. O Rock in Rio será transmitido pela Rede Globo, DirecTV e Multishow.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.