Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Rock in Rio: Veja o que rolou no último dia do festival

Red Hot Chili Peppers encerrou o evento em grande estilo

O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2017 | 02h27

O sétimo e derradeiro dia do Rock in Rio foi marcado por grandes apresentações no Palco Mundo. Como imaginado, o Red Hot Chilli Peppers fechou o festival em grande estilo. Com hits diversos e um apanhadão de sua longa carreira, o Offspring também se destacou. O show performático do Thirty Seconds To Mars arrancou suspiros do público em uma noite especial.

Atrações

Doctor Pheabes & Supla

Em tarde paulista no Palco Sunset, o ainda pouco conhecido quarteto Doctor Pheabes fez o segundo show deste domingo, 24, e foi ofuscado por Supla, que entrou em cena na quarta música, um cover de Dancing with Myself. "Ele não veio, mas eu vim", brincou ele sobre a ausência de Billy Idol, com quem é comparado por conta do visual e trejeitos. O cantor inglês estava escalado para o Rock in Rio, cancelou a vinda e foi substituído pelo Fall out boy. Leia mais.

Republica

São poucas que têm oportunidades como esta: tocar um álbum novo (Brutal & Beautiful saiu na sexta-feira, 22) em um festival com o Rock in Rio. Foi o que o Republica fez, na tarde deste domingo, 24, no Palco Sunset. Leia mais.

 

Sepultura

Tudo o que Sepultura precisou para abrir as maiores (e com certeza mais violentas) rodas do Rock in Rio foram 10 segundos: os primeiros acordes da guitarra de Andreas Kisser fizeram gente subir em cima da outra, tirar a camisa e até acender um sinalizador. A banda fechou o Palco Sunset desta edição do Rock in Rio. Leia mais.

Capital Inicial

Se o Capital Inicial pudesse ver seu passado inteiro, ele seria pontuado por plateias lotadas no Rock in Rio. Em sua quinta participação, neste domingo, 24, e mais uma vez no encerramento do festival, a banda fez um show à altura das expectativas para este momento de despedida da Cidade do Rock. Partindo de uma música nova, O bem, o mal, o indiferente, Dinho Ouro Preto, Fê Lemos, Flávio Lemos e Yves Passarell, além dos músicos de apoio, engataram a quinta numa sequência de sucessos. Leia mais.

The Offspring

A sétima edição do Rock in Rio realizada no Brasil ainda não chegou ao fim, mas uma coisa já é fato: o festival foi devidamente destinado aos que viveram a adolescência nos anos 2000: Incubus, Fall Out Boy e, na noite deste domingo, 24, o Offspring, comandaram a festa de um público que parecia fadado à juventude por toda a eternidade.Quem foi adolescente no final da década de 1990 sabe da importância da banda liderada por Dexter Holland para a renovação da cena punk. O vocalista, por sinal, não economizou. All I Want e Come Out and Play foram os cartões de visita para o imponente público que assistia à apresentação na Cidade do Rock. Leia mais.

Thirty Seconds to Mars

Multitalentoso, Jared Leto trouxe o Thirty Seconds to Mars pela segunda vez ao Rock in Rio, e com seu séquito de fãs devotos entregou um show parecido ao de 2013 (a banda promete um novo disco para este ano), e com uma cartela de truques similar: também saltou da tirolesa e comeu açaí no palco. Uma participação do rapper Projota deu o tempero carioca do show. Leia mais.​

Red Hot Chilli Peppers

Nenhuma outra banda poderia dar números finais à sétima edição brasileira do Rock in Rio de forma tão brilhante quanto o Red Hot Chilli Peppers. O show dos norte-americanos incendiou a Cidade do Rock na madrugada desta segunda-feira, 25, que, mais uma vez, teve lotação máxima. Can't Stop deu início aos trabalhos. Na sequência, ainda veio Snow. A dobradinha mostrou o ímpeto dos quarentões Anthony Kiedis, Flea, Chad Smith e Josh Klinghofer. Está foi a terceira apresentação da banda em um Rock in Rio. Além de 2017, eles também se apresentaram por aqui em 2001 e 2011. Leia mais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.