Rock in Rio: programação quase fechada

Boa parte das noites do Rock in Rio por um Mundo Melhor já estão fechadas. O megastar Neil Young, por exemplo, deverá tocar na mesma jornada de Sheryl Crow e da Dave Matthews Band.Os grupos R.E.M. e Foo Fighters dividirão a noite com o cantor californiano Beck. O rap metal e o hardcore encontram-se com Red Hot Chili Peppers, Silverchair e Deftones. Iron Maiden, Rob Halford e Queens of the Stone Age fazem a sessão mais pesada. A festa adolescente terá os importados Five, ´N Sync e Britney Spears ao lado dos brasileiros Sandy & Júnior.Falta definir quem dividirá o palco na Cidade do Rock com James Taylor. Os novos nomes serão conhecidos em breve, porque o line-up deverá estar completo até o final do mês. Em 10 de novembro, começa a venda de ingressos para o festival, que terá 90 grupos ao todo e preço único para cada noite: R$ 35,00.O festival conseguiu fechar contratos com diversos músicos que deram "cano" recentemente no público brasileiro. O norte-americano Beck Hansen, ganhador de dois prêmios Grammy, esteve por vir duas vezes ao Free Jazz Festival, mas cancelou sempre em cima da hora.O Foo Fighters, tido como um sucedâneo do Nirvana, cancelou show no Credicard Hall em cima da hora alegando morte de um parente de um músico da banda. Mas, logo em seguida, apareceu num programa de TV americano e iniciou turnê com o Red Hot Chili Peppers. Eles estão na estrada promovendo There Is nothing Left To Lose, seu álbum mais recente.Neil Young passou bastante tempo negociando com um festival de cultura canadense itinerante que se realiza no Brasil, produzido pela Fare Arte. Também recuou na última hora."Acho que o artista adquire mais interesse no Rock in Rio por causa da divulgação do seu disco", pondera o diretor do festival, Roberto Medina. "Para um encontro dessa importância e com um público tão grande, ele se torna mais flexível em suas exigências", pondera. A organização do festival espera um público entre 1,5 milhão e 2 milhões de pessoas no Rock in Rio Por Um Mundo Melhor.Entre os artistas brasileiros, estão confirmados os nomes de Raimundos, Kid Abelha, Skank, Cidade Negra, The Ramalhos (grupo que reunirá os cantores Elba e Zé Ramalho), Sandy & Júnior, Carlinhos Brown, Cássia Eller, Barão Vermelho, Charlie Brown Jr., O Rappa, Fernanda Abreu com Funk´n Lata, Pato Fu, Jota Quest, Daniela Mercury, e ainda Milton Nascimento e Gilberto Gil.Boas atrações de fora do mainstream do rock estarão reunidas na Tenda Raízes, com programação já fechada. Será uma festa da world music. Além do zairense Ray Lema e do grupo marroquino Tyous Gnawas, estarão no palco da tenda o grupo Touré-Touré (do Senegal e Mali, formado pelos primos Omar e Daby Touré), o camaronês Henri Dikongué, o francês Thierry Robin, o grupo irlandês Dervish, o espanhol Pascual Gallo, o martinicano Dedé Saint Prix, o argelino Cheb Aïssa, os acordeonistas Régis Gizavo (de Madagáscar) e René Lacaille (da Ilha de Reunião), o israelense Emiol Zrihan, o cabo-verdiano Teofilo Chantre, o grupo finlandês Värttina, além dos brasileiros Kau (Rio de Janeiro), Uakti (Minas Gerais) e Anima (São Paulo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.