Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Rock in Rio: Mulheres vão dominar os palcos no 'Dia Delas'

Evento marcado para 11 de setembro contará com as presenças de Megan Thee Stallion, Rita Ora a Liniker e Luedji Luna

Redação, O Estado de S. Paulo

08 de março de 2022 | 21h30

O Rock in Rio anunciou nesta terça-feira, 8, que Megan Thee Stallion e Rita Ora estão confirmadas na edição do evento para o palco Mundo. Elas se juntam a Liniker Luedji Luna, que estarão no Sunset, no 'Dia Delas', novo circuito dedicado a celebrar a potência feminina na história da música. Na data, é planejado um show em homenagem a Elza Soares, “Power! Elza Vive”, show com a participação de Alcione, Majur, Agnes Nunes, Caio Prado, Mart’nália, Gaby Amarantos e Larissa Luz

O conteúdo não estará restrito a um único espaço e a programação, contando com toda a representatividade do feminino, movimenta todos os palcos: Mundo, Sunset, New Dance Order e Espaço Favela. Megan Thee Stallion e Rita Ora, são as novidades no Palco Mundo e farão suas estreias no festival e no Brasil. Ainda no palco Mundo, Dua Lipa encerrará a noite do último dia do Rock in Rio. 

A rapper e compositora norte-americana, Megan Thee Stallion é a voz por trás do hit Savage, que viralizou na plataforma de vídeos curtos TikTok. A música alcançou o primeiro lugar no chart da Billboard Hot 100 dos EUA após o lançamento de um remix que teve a participação de Beyoncé. O sucesso lhe rendeu seis nomeações ao Grammy de 2021, onde foi o destaque da premiação vencendo em três categorias: Artista Revelação, Melhor Performance de Rap e Melhor Canção Rap — estas duas últimas premiações lhe deixaram marcada na história do evento como a primeira mulher vencedora nessas categorias. Em alta na cena rapper atual, entre 2020 e 2021, Megan faturou estatuetas importantes como do American Music Awards, BET Awards, Billboard Music Awards e MTV Video Music Awards.

Outro destaque da música internacional, a cantora pop Rita Ora também fará na Cidade do Rock o seu primeiro show no País. Seu álbum de estreia, intitulado Ora, lançado em 2012, no Reino Unido, fez grande sucesso entre o público. O disco lhe rendeu na primeira posição da UK Albums Chart, já com dois singles de peso: R.I.P. e How We Do (Party), além de tornar Rita a artista com o maior número de músicas no1 no ranking daquele ano. 

Única artista brasileira a se apresentar em todas as edições do festival desde 2001, Ivete Sangalo volta ao palco Sunset, onde também estará Ludmilla, que será a primeira headliner brasileira nos 10 anos de história do palco. A cantora carregará ainda toda a simbologia de uma mulher negra, de periferia, que começou no funk, ao ocupar esta posição. Já Macy Gray se apresenta pela primeira vez no Rock in Rio como co-headliner de Ludmilla, também nesta data.

Os palcos New Dance Order e Espaço Favela terão seus lineups revelados em breve. Entretanto, a organização já adianta que ele será composto por mulheres.

 

As mulheres no Rock in Rio - uma história passada por gerações


Artistas internacionais e nacionais fizeram história nos palcos do festival, tornando-se protagonistas de muitos momentos. É impossível pensar em Rock in Rio e não lembrar dos shows memoráveis em que elas foram os destaques. A começar por 1985 com Nina Hagen, além das nacionais Baby do Brasil, Elba Ramalho, Paula Toller (pelo Kid Abelha e os Abóboras Selvagens) e Rita Lee, seguido por 1991, com Debbie Gibson, Lisa Stanfield, Deee-Lite, entre outros.

Mais recentemente, após os anos 2000, entre as cantoras de fora do Brasil tivemos Beyoncé fazendo passinho para milhares de espectadores; o voo de P!NK sobre o público da Cidade do Rock; Britney Spears fazendo sua primeira apresentação em terras brasileiras; Katy Perry e suas mágicas trocas de roupa no palco; Rihanna em um couro emocionante e balançando a bandeira do Brasil; Shakira caindo nas graças do público; o duo de DJs Nervo, que foram as primeiras headliners mulheres do New Dance Order; Alicia Keys chamando ao palco o grupo brasileiro de funk Dream Team do Passinho; entre outras apresentações icônicas de Joss Stone, Fergie, Jessie J, Florence Welch e muitas outras.

Dentre as brasileiras, também não faltam apresentações emocionantes e icônicas: Baby do Brasil subindo ao palco grávida, esperando o filho Pedro Baby; Ivete Sangalo, a artista brasileira que mais subiu aos palcos do Rock in Rio e se transformou numa embaixadora do festival no Brasil e em Portugal, desde 2011; Anitta levando o funk para o Palco Mundo; o power trio de trash metal Nervosa em uma abertura histórica do Dia do Metal no Palco Sunset; Elza Soares, aos 89 anos e em seu tradicional trono, com uma apresentação arrebatadora; Linn da Quebrada com um show empoderado que fez todo o público sair do chão; Iza convidando Alcione e a pequena Luara para dançar com ela no palco; Malía e MC Carol como algumas dos maiores destaques da primeira edição do Espaço Favela; Cássia Eller levando o público ao delírio ao erguer sua camisa; Liniker em um show repleto de representatividade; Dona Onete em seu trono de palha no Pará Pop, encontro de gerações e estilos musicais do Pará; Elba Ramalho presente em cinco edições do festival; entre diversos outros destaques como Gaby Amarantos, IZA, Claudia Leitte, Pitty, AnaVitória, Daniela Mercury, e outras.

O Rock in Rio Lisboa também contou com um dia exclusivo de mulheres no Palco Mundo, e encerrou sua 8a edição, em 2018, com Katy Perry, Jessie J, Ivete Sangalo e Hailee Steinfeld. Em um dia marcado pelo poder feminino (#FemalePower), Katy Perry deslumbrou a cidade do Rock lusitana com um espetáculo animado e recheado de cor; Jessie J transformou seu show em um grande concerto musical e explorou toda a sua capacidade vocal e Ivete Sangalo duetou com a baiana Daniela Mercury ao interpretar o clássico Canto da Cidade, abalando as estruturas do festival. Na abertura do palco, a atriz e cantora Hailee Steinfeld demonstrou estar à vontade com o grande público, que entoou seus hits Capital Letters, Most Girls e Starving.

Tudo o que sabemos sobre:
Rock in RioElza SoaresRita OraLiniker

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.