Denise Andrade/ Estadão - 12/3/2015
Denise Andrade/ Estadão - 12/3/2015

Rock in Rio: Joss Stone se desculpa por ter show cancelado após erro de seu empresário

Nas redes, a cantora desabafou sobre o ocorrido; Jessie J assume seu lugar

Patrick Freitas, Especial para o Estadão

05 de abril de 2022 | 13h34

A cantora Joss Stone desabafou nas redes sociais sobre o cancelamento de seu show no Rock in Rio, que aconteceu por causa de um erro de seu empresário. “Meu empresário erroneamente levou o produtor do evento a acreditar que eu não poderia tocar no festival. Então, é claro que ele teve que me substituir para que todos vocês pudessem se divertir e ouvir uma boa música”, afirmou Stones em comunicado divulgado em seu Facebook. 

Joss aproveitou para desabafar sobre sua relação com o empresário.  “A verdade é que o meu agente tomou algumas decisões por mim e não comigo. Estou muito chateada por não tocar no festival este ano, pois esperei muito por isso e continuarei ansiosa pela próxima oportunidade de tocar em algo tão maravilhoso", lamentou. 

"Sinto muito pelas falhas cometidas desnecessariamente. Em vez de fazer uma declaração vazia, prefiro ser completamente verdadeira sobre como essa situação aconteceu, porque odiaria que alguém pensasse que desisti, porque realmente não fiz isso. Todos nós cometemos erros. Nós somos humanos. Esta é apenas uma falha muito grande. Sinto muito por isso", finalizou a cantora no recado.

Jessie J

Após o cancelamento de sua participação no Rock in Rio, o festival anunciou a britânica Jessie J como headliner do Palco Sunset no dia 8 de setembro. A cantora  se apresenta no dia inspirado no "Divino Feminino”, com Corinne Bailey Rae, Gloria Groove e Duda Beat.

Com vocais impressionantes, letras confessionais e atitude empoderadora, Jessie J acumula mais de 1,5 bilhão de streams, inúmeras certificações de ouro e platina e 23 milhões de discos vendidos até hoje. 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Joss StoneJessie JRock in Riomúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.