Rock in Rio esquenta com programação na tevê

De 2 de novembro a 5 de janeiro, a Rede Globo estará exibindo no horário nobre a série de programas batizada de Por Um Mundo Melhor. Realizado pela Artplan, agência publicitária organizadora do Rock in Rio 3, a série tem por objetivo "esquentar os motores" do público que pretende participar da terceira edição do festival, que será realizado no Rio de Janeiro a partir de 12 de janeiro de 2001. A repórter do Video Show, Chris Couto, foi a apresentadora escolhida para apresentar a série, que deverá também ser reprisada no horário da manhã. "Achamos que a Chris tem um perfil que consegue falar para qualquer geração e a convidamos", comentou o diretor de criação da agência, Marcos Apóstolo. Segundo ele, por enquanto foram gravados apenas 19 episódios que abordarão os mais diversos temas dentro da cidade do rock. "Logo no primeiro programa vamos mostrar a construção da cidade do rock e os preparativos dos palcos onde estarão se apresentando as mais diversas atrações", salienta, lembrando que cada programa terá apenas um minuto de duração. O palco batizado de Mundo, onde estarão as grandes atrações nacionais e internacionais, será tema de um programa. As tendas - Brasil, Raízes e Eletro - também ganharão destaque na série, assim como a tenda Mundo Melhor, que abrigará fóruns de debates sobre propostas para o novo milênio. Personalidades e eventos deste século que colaboraram para transformar a história do mundo também serão lembradas pela série: Mahatma Ghandi, Dalai Lama e a construção e tardia queda do Muro de Berlim farão parte do episódio. "Queremos reforçar que qualquer pessoa, com pequenas ações, pode colaborar para construir um mundo melhor", acrescenta Apóstolo.Anjo caído do céu - Além de apresentar o Minuto do Rock e de continuar com as reportagens para o Video Show, Chris também foi convidada para participar da próxima novela das sete da Globo, Um Anjo Que Caiu do Céu, que estréia em janeiro de 2001. Empolgada com a personagem Lenya, uma agente secreta descendente de alemães, Chris já está se preparando para o papel fazendo aulas de tiros. Como não será necessário ter sotaque - já que sua personagem é apenas neta de estrangeiros - Chris pediu a uma professora de alemão para gravar algumas frases que estarão presentes nas falas de Lenya. "Eu até pensei em fazer aulas da língua, mas não vou ter tempo pra isso. Então, sempre ouço a fita com as frases em alemão, para me acostumar um pouco com o idioma", disse a repórter-atriz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.