Rock brasileiro perde Cássia Eller no auge da carreira

A cantora Cássia Eller morreu às 19h05 deste sábado, no Rio de Janeiro, depois de sofrer três paradas cardíacas. Ela tinha completado 39 anos em 10 de dezembro e deu entrada na Clínica Santa Maria, em Laranjeiras, na zona sul, no início da tarde, com sinais de desorientação e agitação.Logo teve a primeira parada cardíaca e foi transferida para o Centro de Tratamento Intensivo, onde foram feitas exaustivas tentativas de recuperação. Na terceira parada cardíaca, Cássia Eller não resistiu.Por volta do meio-dia, Cássia chegou à clínica acompanhada de seu empresário, Ronaldo Villas, vindo de sua casa, no Cosme Velho, bairro próximo a Laranjeiras. Villas disse que se tratava de cansaço e garantiu que o show que ela tinha marcado para a comemoração do réveillon, na Barra da Tijuca, seria mantido.E afirmou ainda que ela só tinha ido para o CTI por falta de leitos disponíveis em outras unidades e que, após ser medicada, estava dormindo. No entanto, segundo informações obtidas na clínica, a cantora estava com intoxicação exógena, que significa consumo demasiado de alguma substância tóxica.Assim que foi anunciada a sua internação, vários fãs começaram a chegar à porta da Clínica Santa Maria. Alguns músicos de sua banda também foram à clínica, mas não quiseram dar declarações.A cantora Sandra de Sá foi a primeira chegar à clínica, mas não deu entrevistas. Um amigo que a acompanhava disse que ela soube da morte pela televisão. Pouco depois, um amigo de Cássia, que não se identificou, disse que estava indo à 10ª Delegacia de Polícia fazer o registro da morte da artista. TurnêCássia vinha fazendo, desde maio, uma turnê nacional para divulgar seu sétimo disco, Acústico, que já vendeu mais de 250 mil cópias. Nas entrevistas de divulgação, disse várias vezes que já teve problemas com cocaína e excesso de álcool e cigarros.Cassia Eller nasceu no Rio de Janeiro, filha de militar, o que a fez mudar-se constantemente até os 18 anos, quando foi morar em Brasília e começou a cantar profissionalmente. Em 1989, foi para São Paulo, onde gravou seu primeiro disco e logo foi contratada pela gravadora PolyGram (hoje Universal), onde estava até hoje.Seu primeiro sucesso foi com a música Por Enquanto, de Renato Russo, que ela gravou com uma vinheta de I Got a Feeling, dos Beatles.No augeCássia Eller estava no auge do sucesso. O DVD com a gravação de seu show acústico era um dos mais vendidos da Universal.A carioca, que nos anos 80 participou do grupo teatral de Oswaldo Montenegro e chegou a ensaiar duas músicas do estilo romântico-brega para conseguir vaga em uma gravadora, recebeu, no dia 10, o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte pelo disco ?Acústico?. Batizada com o nome sugerido pela avó, devota de Santa Rita de Cássia, a cantora apresentava um comportamento em público que poderia chocar os mais recatados. Em casa, seu jeito de ser era bem diferente, segundo afirmava Eugênia, sua companheira havia 13 anos. AssumidaEm entrevista publicada este ano, Eugênia definiu Cássia como uma pessoa tímida. Homossexual assumida, Cássia contava que a única crise em seu relacionamento com Eugênia ocorreu quando ficou grávida, de um rápido relacionamento com o baixista Otávio Fialho. O músico morreu alguns dias antes de Cássia dar à luz, em um acidente de automóvel. Chicão, o filho da cantora, está com 8 anos. O garoto vivia com a mãe e Eugênia. DrogasCássia há alguns anos apresentava problemas com drogas. No fim do ano passado, a cantora submeteu-se a um tratamento de desintoxicação.Ela dizia que Eugênia e Chicão ficavam nervosos com seu consumo constante de cocaína. Nos últimos meses, garantia Cássia, seus únicos vícios eram o cigarro, a cerveja e a música.Cássia jamais gostou de escola e repetiu quatro vezes o segundo ano do curso normal. Na música, era autodidata. Dizia que tinha aprendido tudo o que sabia ouvindo os Beatles.SepultamentoA família ainda não divulgou onde e quando será o enterro da cantora. A Clínica Santa Maria não forneceu qualquer informação oficial sobre a morte, embora tenha prometido divulgar boletins durante toda a tarde.O empresário da cantora, Ronaldo Villas, alegou que vários parentes dela estavam vindo para o Rio e ele não queria surpreendê-los com notícias pelos meios de comunicação.VEJA GALERIA DE FOTOS DE CÁSSIA ELLER

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.