Roberto e Erasmo vão depor na Justiça

Roberto Carlos e Erasmo Carlos irão depor novamente na Justiça do Rio. O Ministério Público denunciou os cantores pelo crime de desobediência, ao não cumprirem parte da sentença da 29ª Vara Cível, em que foram condenados por plágio. A audiência foi marcada para 29 de julho, quando poderá ser aplicada multa ou pena restritiva de direitos em troca da suspensão do processo.Caso a transação não seja aceita, os compositores poderão pegar uma pena de 15 dias a seis meses de prisão. Os problemas de Roberto e Erasmo tiveram início há mais de dez anos quando ambos foram acusados por Sebastião Braga de plágio de sua música Loucuras de Amor, registrada e gravada em 1983, com a composição O Careta. A Justiça determinou, além de pagamento de R$ 1 milhão a Braga, a inclusão de seu nome como autor da música nos CDs e publicar uma declaração em jornal de grande circulação. Roberto e Erasmo não cumpriram essas determinações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.