Roberto Carlos, sereno, faz show para 150 mil

Amor Sem Limite encerrou a apresentação que o cantor Roberto Carlos fez nesta tarde, na Praça da Paz do Parque do Ibirapuera, em homenagem aos 447 anos da cidade. A música, composta para homenagear sua esposa Maria Rita, morta em 1999 em conseqüência de um câncer, mostrou um "Rei" sereno, aplaudido por mais de 150 mil pessoas, segundo a organização do evento. O público manteve-se fiel até o fim do espetáculo de baixo de um sol forte de meio-dia.Entre as 150 mil pessoas estavam desconhecidos, políticos, como a prefeita Marta Suplicy, o senador Eduardo Suplicy, ambos do PT, vereadores e várias personalidades. A apresentadora do SBT, Hebe Camargo, e o piloto Émerson Fittipaldi marcaram presença na primeira fila. Todos assistiram durante quase 2 horas a um repertório eclético, incluindo entre as 27 músicas sucessos românticos como Detalhes ou hinos da jovem guarda - Eu Sou Terrível e o O Calhambeque -, algumas canções com temas religiosos não foram esquecidas. Tu és a Verdade Jesus e Nossa Senhora estiveram entre as mais aguardas. Só faltou Jesus Cristo para completar.O fim era esperado, mas acompanhado de um bis, que não veio. Roberto Carlos foi sucinto: "Este show eu dedico a São Paulo, aos paulistas, a Nossa Senhora. E também a Maria Rita". Depois da breve despedida e das tradicionais rosas jogadas à platéia, ele se retirou. Emergências - Segundo o coordenador responsável pelo atendimento do Posto Móvel da Secretaria Municipal de Saúde, José Jair, o show foi bastante movimentado e cerca de 250 pessoas tiveram pronto-atendimento. A maioria com crise hipertensiva, escoriações e hipoglicemia. Algumas foram transferidas para o Hospital São Paulo ou para o do Servidor Público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.