Divulgação
Divulgação

Roberto Carlos se apresenta para 6 mil pessoas em Jerusalém

Com público quase totalmente formado por brasileiros, o 'Rei' mandou cantou em hebraico

Jotabê Medeiros - O Estado de S. Paulo,

07 de setembro de 2011 | 18h51

JERUSALÉM - Roberto Carlos se apresentou na noite desta quarta-feira, 7, para cerca de 6 mil pessoas, que praticamente lotaram o anfiteatri Sultan's Poll.

Inteiramente vestido de branco, Roberto Carlos pediu paz aos pés da cidadela do Rei David, fundador de uma nação. E inaugurou uma tradição brasileira em Jerusalém na noite de ontem.

Entre 80% a 90% da plateia era brasileira, gente segurando cartazes como “Shalom Bahia”, “Belém do Pará em Israel”, gritando “Eu te amo”, usando camisas do Flamengo ou do Botafogo e entoando corais imensos para canções muito conhecidas. No Brasil.

Mensagem. Mesmo de forma ingênua, Roberto Carlos foi ousado em sua mensagem. Pediu paz em forma de canções e também nos seus breves discursos. A primeira música na qual ele aludiu diretamente aos conflitos entre judeus e palestinos foi Pensamentos, que nunca entrava nos repertórios de seus shows recentes. A letra diz: “É que flores diferentes vivem juntas.”

 


Finalmente o cantor arriscou-se em Jerusalém de Ouro, música que cantou em português e hebraico, com a ajuda de uma orquestra de cordas e um coral israelense. Segundo contou, a canção lhe foi mostrada há alguns anos pelo apresentador Salomão Schvartzman. Foi muito aplaudido. Brasileiros que moram em Israel e israelenses presentes diziam que o hebraico dele estava perfeito. Às 22h30, ele cantou Jesus Cristo e jogou as rosas que beijava para a plateia, um rito costumeiro.

 

Leia a matéria na íntegra na versão impressa do Estadão desta quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.