Roberto Carlos ganha ação de R$ 2,5 milhões da Sony

A gravadora Sony Music do Brasil pagará uma indenização de R$ 2,5 milhões ao cantor e compositor Roberto Carlos em virtude de ação judicial que rolava desde o ano passado. Roberto Carlos reclamava o pagamento de cotas atrasadas do contrato que tem com a gravadora e uma indenização num total de R$ 4,5 milhões.As cotas eram referentes aos direitos autorais devidos pela venda dos discos, segundo o músico. A Sony contra argumentava que havia antecipado os pagamentos para ajudá-lo no tratamento médico de Maria Rita, que morreu de câncer em 99.Roberto Carlos entrou na Sony em 1962, quando ainda se chamava CBS, lançando um compacto em 78 rotações com as músicas Susie e Triste e abandonado. Desde a década de 60 já lançou mais de 50 discos pela gravadora e a ação cobrava direitos retroativos dos títulos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.