Globo/divulgação
Globo/divulgação

Roberto Carlos faz live sem falar a palavra 'coronavírus' para não dar azar

Live do cantor que festejava 79 anos em seu estúdio particular perdeu em audiência para a transmissão da dupla sertaneja Henrique & Juliano

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2020 | 21h08

Roberto Carlos comemorou 79 anos na noite desse domingo (19) com uma live, direto de seu estúdio, no bairro da Urca, no Rio de Janeiro. Por quase uma hora, ele cantou um repertório com onze músicas, dentre elas as cristãs Nossa Senhora, Todos Estão Surdos (com alguns erros na letra) e Jesus Cristo, visivelmente emocionado, e falou dos cuidados que as pessoas têm de ter contra “essa coisa terrível que está aí”, mas não quis falar dizer em nenhum momento os nomes pandemia, Covid-19 ou coronavírus. “Não gosto nem de falar o nome”, disse, logo depois de chamar a atenção para a importância do uso das máscaras. “É uma defesa muito grande. Fiquem em casa.” Ele estava no estúdio apenas ao lado do tecladista Tutuca e do pianista e seu maestro, Eduardo Lages.

Roberto mostrou um forma vocal perfeita para seus 79 anos. De mais surpreendente, cantou duas canções que há muito não mostrava em shows ao vivo: Caminhoneiro, de 1984, e Canzone Per Te, com a qual ganhou o Festival de San Remo, na Itália, em 1968, convertendo sua carreira definitivamente da fase Jovem Guarda para a de cantor romântico. Antes de cantá-la, dedicou a música aos italianos do mundo todo. “Eu tive grandes alegrias na Itália. Canto essa música para todos os italianos e lamento o que está acontecendo.” Usou também Caminhoneiro para falar dos médicos e dos profissionais da saúde que trabalham para conter a crise sanitária e lembrou dos profissionais das estradas, essenciais mesmo em tempos de confinamento. “Ofereço essa em especial aos nossos heróis caminhoneiros. ”

Ao final da live, enquanto Roberto recebia um bolo no estúdio, 1.442 milhão de seguidores acompanhavam a transmissão por seu canal no YouTube. Ao mesmo tempo, a dupla sertaneja Henrique & Juliano era vista por pouco mais de 1,8 milhão de fãs. Durante toda a transmissão, os sertanejos mantiveram uma diferença de 500 mil internautas a mais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.