Roberto Carlos defende liberação do jogo no Brasil

O cantor Roberto Carlos defendeu nesta quinta-feira a liberação do jogo no Brasil. "Sou a favor porque gera emprego, dá trabalho para artistas e, bem controlado como deve ser, não traz problemas", disse o cantor. Ele está se apresentando em um cruzeiro e, na madrugada desta quinta-feira, após o show, foi até o cassino do navio e, segundo amigos, teve muita sorte e ganhou as seis vezes em que apostou. Mesmo sabendo que a Igreja Católica, que ele segue, é contra a liberação do jogo, Roberto Carlos a defendeu. "Eles são contra, mas eu sou a favor"O cantor recusou-se a falar sobre política e a comentar o governo Lula. "Entendo muito pouco do assunto para falar publicamente. Só faço isso em casa com os meus amigos. Só posso dizer que o presidente Lula está se esforçando, mas a análise do resultado fica para os experts." O cruzeiro termina sábado em Santos, no litoral paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.