Robbie Williams esnoba mercado americano

A gravadora EMI não deve ter ficado muito feliz com adeclaração de Robbie Williams de que não está muito interessadoem fazer sucesso nos Estados Unidos, porque "vai dar muitotrabalho". O cantor fechou com a gravadora um dos mais caros contratos da história da música, que pode render até US$ 150 milhões para fazer cinco discos. A esperança da EMI em recuperar o investimento é se ele estourar na América, um mercado cada vez mais difícil para artistas britânicos. Em um evento promocional para seu novo disco, Escapology, na Alemanha, o cantor disse achar que, depois deste disco e de sua turnê depromoção, é tudo "ladeira abaixo", em referência a suacarreira. Segundo ele, circularam muitos rumores de que o disco teria sido feito para atingir o público americano e que ele estaria desesperado para conquistar o mercado de lá. "Mas a verdade é que eu não dou a mínima", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.