Peter Nicholls/Reuters
Peter Nicholls/Reuters

Robbie Williams diz ver reunião do Take That no futuro

Grupo acabou em 1996 e voltou uma década depois como quarteto

Reuters

07 Novembro 2016 | 18h03

LONDRES - O pop star Robbie Williams disse nesta segunda-feira que irá se juntar a seus ex-colegas de Take That para uma reunião "em algum momento", mas que é improvável que isso aconteça em breve.

Williams saiu da boy band de cinco membros, que chegou ao topo das paradas com sucessos como Relight My Fire e Everything Changes, em 1995, embarcando em uma carreira solo de enorme sucesso.

O grupo debandou em 1996 e voltou uma década depois como quarteto. Williams o reintegrou em 2010 para o álbum Progress. Em 2017, a formação, que hoje é um trio, irá comemorar 25 anos do lançamento de seu disco de estreia, Take That & Party.

O Take That irá fazer uma turnê pelo Reino Unido no ano que vem e, quando indagado em uma coletiva de imprensa se poderia se unir a ele de surpresa quando tocar em Manchester, a cidade onde se formou em 1990, Williams disse: "Pode acontecer, quem sabe, mas neste momento não acredito". "Uma reunião em algum momento, com certeza, mas não conseguimos fazer nossos cronogramas combinarem nos próximos 12 meses".

O intérprete de Let Me Entertain You e Angels, que acabou de lançar o novo álbum The Heavy Entertainment Show, anunciou uma turnê europeia para o ano que vem.

Acompanhado pelo duo de synthpop Erasure, o cantor de 42 anos fará 29 shows em 18 países, começando pelo Reino Unido em junho.

"(A turnê) ainda é um trabalho em andamento - (o cantor country) Garth Brooks diz que a plateia precisa de sete 'uau' por show... atualmente estou trabalhando nos meus sete 'uau'", disse.

 

Mais conteúdo sobre:
MúsicaRobbie Williams

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.