Rita Ribeiro lança videoclipe no cinema

A cantora maranhense Rita Ribeiro está toda prosa com o lançamento do videoclipe O Conforto dos Teus Braços, música de seu terceiro CD, Comigo, marcado para hoje, às 21h30, na sala 3 do Espaço Unibanco. Na ocasião, a sessão de cinema nessa sala será excepcionalmente cancelada. Ao longo de um mês, o clipe será exibido antes de todas as sessões nas salas 1, 2 e 3 do Espaço. O que não deixa de ser um mecanismo inusitado de divulgação não só para o novo videoclipe, quanto para a própria cantora. Para ela, uma artista independente, todas as formas de exposição certamente são bem-vindas. "O espaço para o videoclipe é restrito. Tem a MTV, a Band e alguns canais pagos. Hoje, a imagem está muito ´linkada´ à música, no entanto, existe pouco espaço para divulgar esse tipo de trabalho." Rita diz que assiste a vários videoclipes, mas confessa não ter "saco" para acompanhar grande parte deles. Gravado no final do ano passado, O Conforto dos Teus Braços tem direção de Flávio Rassekh e Pablo Nobel e usa como cenário a Casa das Caldeiras, na Barra Funda, tentado recriar um ambiente medieval, onde as imagens não necessariamente seguem um suposto um roteiro imposto pelas letras da canção. Os diretores apostaram nas tonalidades surrealistas e carregadas, para contar uma pequena história sobre as circunstâncias que conduzem as pessoas a estarem ao lado de alguém amado. "Não entramos totalmente na palavra, tentamos viajar no contexto", explica Rita. "Acho bom transcender o óbvio e criamos a imagem de um sonho." Não se trata de uma superprodução, de milhares de reais, garante a cantora. Se for levado em consideração o ano de lançamento do CD Comigo, em 2001, a estréia do clipe O Conforto de Teus Braços pode ser considerada tardia num primeiro momento. Não, porém, para Rita. Ela afirma não ter pressa e, muitas vezes, não possuir recursos para colocar seus planos em prática. Seu novo projeto musical Tecnomacumba - O Canto dos Orixás, que já esteve em cartaz no Rio no ano passado e deve estrear em São Paulo no próximo mês. É resultado de anos de dedicação dela ao estudo das culturas afro-brasileiras, às canções de grandes compositores que prestam homenagem ao universo dos orixás. Entre eles, Jorge Benjor, Dorival Caymmi, Caetano Veloso e muitos outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.