Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Rita Lee é liberada após ser levada à delegacia em show de despedida

Cantora xingou policiais e pedido 'um baseado' durante apresentação em Aracaju

Nathália Nhan, estadão.com.br

29 de janeiro de 2012 | 14h06

São Paulo, 29 - A cantora Rita Lee foi levada à Delegacia Plantonista de Aracaju na madrugada deste domingo, 29, após seu show de despedida, em Sergipe. Ela se apresentava no Festival de Verão do Estado na cidade de Barra dos Coqueiros, a 2 km da capital, Aracaju.

Por volta das 3h da manhã, a cantora avisou em seu Twitter sobre a ação da Polícia Militar. "Polícia dando trabalho p/ mim, quer me prender, embasamento legal ñ há, ñ retiro uma palavra do q disse, o show era meu! [sic]".

Em seguida, ela reclamou da ação da Polícia Militar. "Alô twittlawyers, polícia abusiva e abusada, não sou obrigada a fazer o q me pedem: ir à delegacia agora, ou amanhã às 9. Último show e ela vai presa? Não poderia ser mais la cantante, afff [sic]".

A cantora também informou sobre sua ida à delegacia pelo microblog. "Tô indo p/ a delegacia...a polícia d Aju ñ gosta d mim mas Sergipe gosta, estou dentro do carro, eles estaaoentravv [sic]"

 

 

Por fim, na manhã de hoje, a cantora agradeceu à vereadora Heloísa Helena, de Maceió (AL), por prestar depoimento. "Sôlta graças à vereadora Heloísa Helena q estava na platéia e prestou idêntica versão

A confusão teria começado após Rita Lee ficar incomodada com a atuação dos policiais que abordavam as pessoas que fumavam maconha na plateia.

Segundo o assessor de imprensa da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, Lucas Rosário, que estava presente no show, Rita Lee chamou os policiais de "cachorros" e "filhos da puta".

"Faltando cerca de 40 minutos para acabar o show, Rita Lee começou a se dirigir aos policiais", disse Lucas. "Ela dizia que o show era dela e, em um determinado momento, ela disse: 'Me dê um baseado para eu fumar aqui em cima'".

O assessor ainda contou que a polícia se aproximou do palco formando um cordão, mas que ela só foi abordada após o término do show.

Rita Lee foi enquadrada no crime de "desacato e apologia ao crime ou ao criminoso" art. 287 do Código Penal.

A redação do Estado tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa da cantora, mas não houve resposta

Tudo o que sabemos sobre:
Rita Lee

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.