Ricky Martin incendeia público do festival de Viña del Mar

Ao ritmo de suas canções contagiantes, o porto-riquenho Ricky Martin elevou a temperatura da última noite do festival de Viña del Mar e conquistou duas estatuetas do prêmio máximo outorgado pelo exigente público do festival chileno, o chamado "Monstro".O público presente cantou algumas das canções mais populares do artista de 35 anos, em versões adaptadas para a ocasião - com muito mais ritmo."É muito louco, muito forte. É um aplauso, um reconhecimento do público e de um palco tão instigante quanto é o de Viña del Mar", disse Martin em breve coletiva de imprensa concedida após o show.La Bomba, Vuelve e Talvez foram algumas das canções de Martin, acompanhadas por um grupo de dança. O cantor também demonstrou sua habilidade no samba, dançando enquanto cantava Por Arriba, Por Abajo.Produção acústicaRicky Martin também interpretou algumas das canções de sua produção acústica recente Unplugged, gravada para a rede MTV.Além de ceder mais tempo para que Martin cantasse mais números, diante da aclamação do público os responsáveis pela organização decidiram entregar ao artista um duplo troféu Gaivota de Prata, pela primeira vez na 48a edição do festival de verão.Visivelmente emocionado, Ricky Martin dedicou os prêmios a sua terra natal, Porto Rico. Em várias ocasiões ele agradeceu ao público da Quinta Vergara pelo apoio que lhe deu no início de sua carreira, aos 21 anos."Já trabalhei muito, por muitos anos, e cada vez mais estou satisfeito com o que já vivi e já realizei", disse o artista durante a coletiva de imprensa.Durante o concerto, os fãs acompanharam o artista - que fez várias trocas rápidas de figurino - aplaudindo e agitando bandeiras de Porto Rico e cartazes com legendas como "Ricko Martin" e "Ricky te amo."Martin foi escolhido para encerrar a última noite do festival de verão e dividiu a honra com seu compatriota, o cantor de reggaeton Don Omar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.