Ricky Martin diz que será porta-voz de jovens árabes

Em sua primeira visita ao Oriente Médio, o cantor Ricky Martin, defendeu nesta segunda-feira, uma mudança na impressão negativa que se tem no ocidente sobre a juventude árabe."Prometo que serei seu porta-voz, se me permitem. Defenderei que sejam deixados de lado os estereótipos", disse o cantor porto-riquenho a cerca de 150 jovens de 16 países árabes que assistiam ao Congresso da Juventude Árabe.. Os meninos de 14 a 16 anos expressaram sua preocupação por serem qualificados como "terroristas" pelo ocidente."Eu sou vítima de estereótipos. Venho da América Latina e para alguns países somos considerados fracassados, narcotraficantes, e não é justo porque se trata de uma generalização", disse Martin, que vestia calça jeans e camiseta."Esses comentários são feitos por ignorância e algumas vezes é preciso ignorar os ignorantes, mas também temos que educar os ignorantes. Tenham em mim um amigo", acrescentou.Martin, que é embaixador da Boa Vontade da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), disse que desejava conhecer melhor a juventude e suas culturas, passando mais tempo nesses países. Afirmou ainda, que planeja fazer uma turnê pelo Oriente Médio e África do Norte, inclusive pela Jordânia e territórios palestinos, programada para maio de 2006.

Agencia Estado,

25 de julho de 2005 | 17h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.