Rick Martin visita vítimas do tsunami na Tailândia

O astro pop Ricky Martin examina na Tailândia as necessidades mais importantes das vítimas do tsunami asiático, para determinar que tipo de assistência pode oferecer para a reconstrução das regiões devastadas."Depois de ver essas imagens pela televisão, não posso ficar em casa de braços cruzados", disse Martin em uma coletiva de imprensa.O cantor porto-riquenho de 33 anos falou sobre as atividades da Fundación Ricky Martin, que desenvolve uma campanha contra o tráfico de menores e sobre a possibilidade de colaborar com as agências internacionais. "Posso dizer que tenho uma arma muito poderosa, a música", disse o intérprete de Livin´ la Vida Loca, entre tantos outros sucessos. "A música me deu a oportunidade de atingir as massas", disse Martin que chegou hoje à Tailândia.Martin se reuniu com o primeiro-ministro tailandês, Thaksin Shinawatra e com o chanceler Surakiart Sathirathai, antes de visitar as zonasdevastadas pelo tsunami. O cantor disse que concentrará seus esforços em ajudar os órfãos e as famílias que perderam parentes no desastre.A Tailândia confirmou a morte de cerca de 5.300 habitantes, mas mais de 3 mil continuam desaparecidos. Ao todo, o tsunami causou mais de 150 mil mortes. Amanhã, Martin visitará Patong e Kamala, na região de Phuket, onde centenas de pessoas morreram ou desapareceram. Na sexta, ele visitará um campo de refugiados, uma escola e o templo de Wat Yan Yao.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.