Revista se desculpa por criticar CD 'sem escutar'

Álbum da banda Black Crowes recebeu 2,5 estrelas da revista 'Maxim'.

Da BBC Brasil, BBC

27 Fevereiro 2008 | 10h35

A revista americana Maxim pediu desculpas aos leitores depois de ter criticado o último disco da banda Black Crowes, sem que o crítico tenha ouvido o CD inteiro. A edição de março da revista deu a Warpaint cotação de duas estrelas e meia numa escala que vai até cinco, mas a banda insiste que não havia cópias do álbum disponíveis. A banda alega que a revista só conseguiria ter tido acesso a uma música. A Maxim afirmou em um comunicado que sua política de apenas criticar discos que tenham sido ouvidos do começo ao fim "não foi seguida". Política editorial Depois da resenha publicada na revista, a banda escreveu em seu website: "Incrivelmente, a revista deu ao álbum cotação de duas estrelas e meia, apesar de que nem o autor da resenha, nem o editor da revista puderam ouvir mais de uma música, o single Goodbye Daughters of the Revolution". As ações da revista foram "uma desgraça para as artes, jornalismo, críticos, a própria publicação e o público", segundo o empresário da banda, Pete Angelus. O diretor editorial da Maxim, James Kaminsky, disse em um comunicado: "É política editorial da Maxim dar cotação apenas a CDs que tenham sido ouvidos do início ao fim. Infelizmente esta política não foi seguida na edição da revista de março de 2008 e nós pedimos desculpas aos nossos leitores." Uma porta-voz da revista se recusou a dizer se o jornalista responsável seria punido. Warpaint, o primeiro álbum da Black Crowes em sete anos, será lançado no início de março. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
internacional maxim black crowes warpaint

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.