"Rei" não está preparado, mas volta

"Eu só canto, bicho!", afirmou Roberto Carlos quando um repórter perguntou se ele se sentia no mesmo nível de Elvis Presley e Frank Sinatra. Ele atrasou sua entrevista por quase duas horas, mas ninguém reclamou. Claro: trata-se do maior cantor popular do País, 70 milhões de discos vendidos em 39 anos de carreira. Mas a reverência e a tolerância que demonstraram os cerca de 80 jornalistas presentes à coletiva de imprensa de Roberto Carlos realizada hoje no Recife também têm a ver com respeito. Ele perdeu a mulher, Maria Rita, há um ano, morta por um câncer, e desde então manteve-se isolado do mundo. "Obrigado a todos por me pôr no colo todo esse tempo", disse o Rei ao se apresentar para a entrevista. Os cabelos, ao contrário do que anunciaram as revistas de variedades, não estavam pintados e ele não veio ´repaginado´ para a nova temporada de shows, que estréia logo mais no ginásio Geraldão, no Recife. Vestia a velha camisa jeans surrada e calça jeans. E foi de uma sinceridade embaraçante. "Eu não estou preparado para retomar minha vida artística", confessou o cantor. "Não estou pronto ainda, mas eu preciso fazer um esforço", afirmou, acrescentando que a sua platéia é a sua família.Roberto falou por quase duas horas para a imprensa, e terminou a entrevista em prantos. Está ainda muito abalado pela morte da mulher, mas diz que não está deprimido. "Sinto tristeza e saudade, mas não depressão; depressivo é aquele que não quer saber de nada, que fica prostrado, e essa depressão eu não tive", afirmou.Também isentou Deus de responsabilidade por todas as agruras que tem atravessado na vida. "Eu não acredito nessa história de ´fique tranquilo porque isso é da vontade de Deus", ele afirmou. "Principalmente quando se trata de sofrimento - nenhum pai maltrataria e daria sofrimento ao seu filho", ponderou. Segundo o cantor, o progresso tecnológico, médico e científico também são obra de Deus e isso mostraria que Ele tem se preocupado com seus filhos. "Deus faz as coisas inclusive por meio da capacidade do homem", ponderou. Ele agradeceu emocionadamente aos fãs e à presença no Recife, para ver seu show, de Sílvio Santos, proprietário do SBT, e dos apresentadores Hebe Camargo e Ratinho. Disse que Ratinho é "um cara envolvido com coisas boas" e não quis comentar o resultado das eleições municipais no País. "O artista tem que ter a responsabilidade sobre a opinião que está dando, senão é melhor ele ficar quieto", sentenciou o ´Rei´. Ele está lançando um website na segunda quinzena de dezembro (www.robertocarlos.art.br) e também prepara uma biografia, que está sendo escrita pelo jornalista Okky de Souza.Seu novo disco, que chega às lojas no dia 25, chama-se Amor Sem Limite e é ele todo uma declaração de amor à mulher, Maria Rita. O disco já chega com um milhão de cópias vendidas às lojas, segundo sua gravadora, a Sony Music.

Agencia Estado,

11 de novembro de 2000 | 21h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.