Raro violino Stradivarius será leiloado em Nova York

Um violino feito por AntonioStradivari há 300 anos, elogiado por ter um som doce efeminino, será leiloado na próxima semana pela Christie's, coma expectativa de atingir 1 milhão de dólares. O instrumento, que data de cerca de 1700, é conhecido como"The Penny" por causa de sua última dona, a pianista eviolinista Barbara Penny. O violino será o principal item do leilão da Christie's de4 de abril. Também será leiloado um violino feito pelo italianoGiovanni Guadagnini em 1755, conhecido como "O ex-Wollgandt".Espera-se que o instrumento chegue a um valor entre 300 mil a400 mil dólares, segundo a Christie's. O "The Penny" foi classificado como um dos instrumentosmais femininos de Stradivari. "Este instrumento tem um balanço especialmente bom entre obrilho e a doçura", disse Jesus Reina, um violinista daManhattan School of Music que tocou o instrumento precioso emuma apresentação prévia para a imprensa na quinta-feira. Os instrumentos de Stradivari são elogiados por seus sons,que são projetados com clareza, e pela facilidade de seremtocados, já que correspondem fielmente aos toques de um músico. Ele fabricou cerca de 1100 instrumentos durante sua vida, amaioria violinos, e cerca de 650 sobrevivem até hoje. A Christie's estima que o "The Penny" arrecadará entre 1milhão e 1,5 milhão de dólares, valor abaixo dos 3,54 milhõesarrecadados pelo violino "The Hammer" (o martelo) em 2006, quecontinua sendo o valor mais alto pago por um Stradivarius emleilões. "The Hammer" data de 1707, do período de ouro deStradivari, entre 1700 e 1720. O "The Penny" tem um "som mais doce, mais como um sino" doque o "The Hammer", que é mais masculino, disse Kerry Keane,especialista em instrumentos musicais da Christie's. Penny foi proprietária do Stradivarius entre 1929 até suamorte, no ano passado. Ela foi a primeira mulher a ser aceitana seção de cordas da Orquestra Filarmônica Real.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.