Rapper Sabotage é morto a tiros

Mauro Mateus dos Santos, conhecido como o rapper Sabotage, de 29 anos, foi morto a tiros na madrugada de hoje. Segundo o boletim de ocorrência, o rapper levou quatro tiros às 5h50, no bairro da Saúde, zona sul de São Paulo. Foi atingido duas vezes no pescoço, uma na mandíbula e outra no ouvido. Foi levado ao Hospital São Paulo, mas não resistiu e morreu por volta das 11 horas.Sabotage, um ex-interno da Febem e ex-"soldado" de traficantes, cresceu na Favela do Canão, nas Águas Espraiadas. Em 1995, foi duas vezes indiciado, uma por porte de arma, outra por tráfico de drogas. Havia trocado o crime pelo rap e se tornado um dos mais influentes músicos de sua geração."Eu dava trabalho para esse pessoal aqui da área, era terrorista, andava armado, ninguém chegava perto de mim", disse ao Estado, no ano passado. "Hoje eu vivo de show, ajudo os irmãos com isso aí, ainda vou tirar bastante ladrão do crime. Quando não tem atividade, o mano vai pensar em bobeira, põe um ferro na cintura e mete bala nos irmãos."Com o lançamento de seu primeiro disco, Rap É Compromisso (selo Cosa Nostra), Sabotage alcançou o respeito e o sucesso como rapper, o que o levou ao cinema. Participou como ator e compôs a trilha do premiado O Invasor, de Beto Brant, e foi convidado para trabalhar com Hector Babenco em Carandiru, ainda inédito.Leia também:O rapper que conquistou a turma do cinema nacional´Já vi vários como o Dadinho´

Agencia Estado,

24 de janeiro de 2003 | 13h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.