AP
AP

Rapper Kid Cudi se interna após anos lutando contra a depressão

'Há uma tempestade violenta urrando dentro do meu coração o tempo todo'

Jill Serjeant, Reuters

05 de outubro de 2016 | 15h40

O rapper Kid Cudi se internou em uma clínica de reabilitação por depressão, dizendo que sofreu durante anos por causa da ansiedade e de pensamentos suicidas.

Em uma publicação feita na terça-feira, 4, em sua página de Facebook, o músico e ator de 32 anos, natural do Estado norte-americano de Ohio, disse que estava "vivendo uma mentira".

"Ontem eu me internei na reabilitação por ter depressão e ímpetos suicidas. Não estou em paz. Não estou desde que vocês me conhecem. Se não tivesse vindo para cá, teria feito algo comigo mesmo. Eu sou simplesmente um humano problemático nadando em uma piscina de emoções todos os dias da minha vida. Há uma tempestade violenta urrando dentro do meu coração o tempo todo", escreveu.

"Minha ansiedade e minha depressão controlam a minha vida desde que me lembro, e nunca saio de casa por causa disso", acrescentou.

Nos últimos anos Cudi concedeu entrevistas nas quais falou sobre sua luta com a depressão, e também com o vício em álcool e drogas.

Seu sexto álbum, "Passion, Pain & Demon Slayin'", tinha lançamento previsto para setembro, mas ainda não veio a público.

Como ator, Cudi atuou no filme Entourage e na série de televisão How to Make It in America.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
FacebookAmerica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.