Charles Sykes/Invision/AP
Charles Sykes/Invision/AP

Rapper DaBaby tem show cancelado no Lollapalooza por homofobia

Artista fez comentários preconceituosos sobre gays e pessoas com Aids em show recente

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2021 | 17h04

A participação do rapper DaBaby no Lollapalooza foi cancelada neste domingo, 1º, dia em que fecharia as apresentações do festival realizado em Chicago, nos Estados Unidos. Após ter feito comentários homofóbicos e preconceituosos na semana passada durante show no festival de músicas Rolling Loud, em Miami.

Na ocasião, pediu que os assistentes de palco que não eram homens gays e nem tinham Aids ou HIV levantassem a luz de seus celulares, citando também a informação equivocada de que a doença "te mata em duas ou três semanas". Nos últimos dias, artistas como Madonna e Elton John se pronunciaram sobre as falas homofóbicas e incorporaram o movimento de repúdio a DaBaby nas redes sociais.

"Lollapalooza foi fundado na diversidade, inclusão, respeito e amor. Com isso em mente, DaBaby não vai mais se apresentar no Grant Park esta noite. A apresentação de Young Thug agora ocorrerá às 21h no palco Bud Light Seltzer, e G Herbo se apresentará às 16h no palco T-Mobile", informou a organização do evento em comunicado divulgado hora antes da performance.

A assessoria de DaBaby não respondeu aos e-mails em busca de comentário solicitados pela agência AP, e um representante da South Coast Music Group, sua gravadora, disse no telefone a respeito da situação: "Sem comentário".

DaBaby foi indicado ao prêmio Grammy de melhor álbum do ano em 2020, e faz sucesso com a música Rockstar. No Brasil, o rapper também é conhecido pela parceria com a cantora Anitta em um remix de Girl From Rio.


 

* Com informações da agência AP

Tudo o que sabemos sobre:
Lollapalooza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.