Broward County Sheriff's Office via AP
Broward County Sheriff's Office via AP

Rapper americano é preso em sua casa e registra ação da polícia no Instagram

Kodak Black foi acusado de violar sua condicional; em 2017, ele chegou a ser indicado ao VMA como melhor artista revelação

AP

19 Janeiro 2018 | 14h47

FORT LAUDERDALE, Flórida - O rapper Kodak Black foi preso sem direito a fiança na Flórida, sob sete acusações, que vão de negligência com menor de idade a posse de drogas. 

A polícia de Broward prendeu o rapper de 20 anos, cujo nome real é Dieuson Octave, na quinta-feira, 18, em sua casa. Ele chegou a transmitir a entrada da polícia no seu Instagram (veja abaixo uma reprodução).

Numa audiência nesta sexta, 19, o juiz Joel Lazarus manteve a prisão porque ele já estava na condicional.

Ele também é acusado de roubo e posse ilegal de arma. A polícia não divulgou outros detalhes, e um advogado para o rapper não foi encontrado para comentar.

Kodak Black é acusado de assediar sexualmente uma mulher na Carolina do Sul, em 2016. Ele foi preso várias vezes depois de violar a condicional.

Em 2017, ele lançou seu primeiro álbum, Painting Pictures, que chegou ao #3 nas paradas americanas, e recebeu a certificação de disco de ouro. No mesmo ano, foi indicado ao VMA como melhor artista revelação.

 

 

#kodakblack’s house gets raided by the feds | Click link in bio full story

Uma publicação compartilhada por Kollege Kidd (@kollegekidd) em

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.