Amy Harris/Invision/AP, File
Amy Harris/Invision/AP, File

Rapper 21 Savage é preso nos Estados Unidos por ser britânico

Autoridade de imigrações dos EUA, o ICE, prendeu o artista, indicado ao prêmio principal do Grammy 2019

AP, AP

03 Fevereiro 2019 | 20h29

ATLANTA — Autoridades em Atlanta, na Geórgia (EUA), disseram que o rapper 21 Savage, indicado a dois Grammys, está sob custódia da imigração federal.

Um porta-voz da U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE), Bryan Cox, disse que o artista, cujo nome de batismo é Sha Yaa Bin Abraham-Joseph, foi preso numa operação neste domingo na região de Atlanta.

Cox diz que Abraham-Joseph é cidadão britânico que entrou nos Estados Unidos legalmente em 2005, mas que seu visto de permanência venceu em julho de 2006. Cox disse que o artista foi condenado em acusações de posse de drogas na Geórgia em outubro de 2014.

O porta-voz informou que o rapper foi encaminhado para procedimentos de deportação na corte de imigração federal.

Um dos artistas mais populares dos EUA no cenário do hip hop contemporâneo, 21 Savage está indicado para dois Grammys na cerimônia da próxima semana, inclusive na categoria principal, Gravação do Ano, com Post Malone, pela música rockstar.

Representantes do rapper ainda não se manifestaram sobre o assunto.

Mais conteúdo sobre:
imigração21 Savage

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.