Rainha encontra McCartney e Yoko em Liverpool

Dois compromissos dedicados aos Beatles levaram a rainha Elizabeth II nesta quinta-feira a Liverpool: abrir um novo terminal de passageirosde US$ 48 milhões no Aeroporto John Lennon e uma exposiçãode pinturas de Paul McCartney.No aeroporto, a rainha se encontrou com Yoko Ono, aviúva do Beatle assassinado, e conferiu uma estátua de bronze emtamanho natural de Lennon, usando seus típicos óculos redondos ecabelos longos.Vestindo casaco e chapéu azul, a rainha conversou comOno e o escultor Tom Murphy, criador da estátua de Lennon. Ono, usando um conjunto branco, brincos de brilhantes eóculos escuros, disse que "John se sentiria muito honrado eorgulhoso" com a presença da soberana.Após ouvir um rápido discurso do administrador doaeroporto, Robert Hough, a rainha desvelou uma placacomemorativa e assinou o livro de visitantes antes de deixar olocal em seu automóvel Bentley para reunir-se com McCartney nagaleria de arte Walker de Liverpool.O ex-Beatle de 60 anos mostrou à monarca as 70 pinturasabstratas e esculturas de sua autoria. Mais tarde, comentou: "Acho que (a rainha) gostou delas. Disse que eram muitocoloridas, e eu considerei isso um elogio".Os curadores haviam retirado da exposição três telas quetinham a própria rainha como tema, uma delas intitulada "Arainha após seu primeiro cigarro".McCartney, que estava acompanhado de sua mulher, HeatherMills, disse que gostaria de ter mostrado esses quadros àsoberana. "Eles são muito delicados, e acho que ela tem fortesenso de humor", disse. Ativista dos direitos dos animais, McCartney evita os sapatos de couro e usava tênis pretos e terno escuro.Mais tarde nesta quinta-feira, Elizabeth II, que estápercorrendo o país ao lado de seu marido, o príncipe Phillip, emcomemoração ao jubileu de ouro de seu reinado, seguiria para acidade de Manchester, nas proximidades, para abrir os Jogosda Comunidade Britânica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.