Raimundos conquistam o Japão

Repetindo o atual sucesso no Brasil, os integrantes do grupo de punk-rock Raimundos, Rodolfo, Digão, Canisso e Fred levaram o público ao delírio com as duas apresentações que fizeram no Japão: em Nagoya e em Hamamatsu. As cidades foram escolhidas por concentrar grande número de brasileiros. No dia 29, em Nagoya, o local escolhido - uma casa noturna onde se realiza vários bailes para a comunidade brasileira - ficou até pequeno para o show da banda. A apresentação começou com atraso, mas quando o quarteto pisou no palco, foi perdoado pelo público, que fez coro em todas as músicas apresentadas. "Fiquei surpreso! Não sabia que os brasileiros no Japão acompanhavam o trabalho da banda", disse Rodolfo, vocalista do grupo. Cerca de mil pessoas assistiram ao show. Os ingressos colocados à venda se esgotaram rapidamente. Alguns chegaram bem cedo para conseguir um lugar próximo ao palco. Aline Aparecida Nishi, 15 anos, chegou na véspera da apresentação, mas apesar de ter conquistado um lugar privilegiado, passou maus momentos. O público abria espaços para dançar e empurrava quem estava na frente contra a grade de proteção. "Este show tinha tudo para dar errado, mas acabou sendo um dos melhores da banda" afirmou o baterista Fred, confirmando a mesma opinião do vocalista Rodolfo. Como não houve ensaio, os equipamentos foram instalados momentos antes da apresentação, gerando problemas que atrasaram o início do espetáculo. O grupo teve o reforço de Marcelo, guitarrista da banda Sky Luz, formada no Japão e que se apresenta em eventos da comunidade. Após o show, os componentes da banda receberam os fãs no camarim.Fã-clube no país - No dia 30, em Hamamatsu, não podia ser diferente. Mais de mil fãs do grupo, jovens de 11 a 20 anos, tomaram conta da área reservada para o show da banda, realizado no salão de eventos do edifício Act City. Aglomerados em frente ao palco, eles dançaram e pularam sem parar durante todo o show. Simone Yano, 19, suas três irmãs, um irmão, cunhada, primo, entre outros familiares, chegaram ao local às 10h da manhã (o show estava marcado para às 18 horas), mas outras trinta pessoas já estavam em frente ao Act City aguardando os portões se abrirem.Para supresa dos músicos, há até fã-clube da banda no país. Cerca de 20 membros do fã-clube dos Raimundos enfrentaram sete horas de viagem para chegar até o local do show. Todos estavam uniformizados, vestidos de camisetas com estampa da banda. Como não poderia deixar de acontecer, foram até os camarins e conversaram com os integrantes do grupo. Em Hamamatsu, antes da apresentação dos Raimundos, o público pôde até se aquecer com o show de seis bandas brasileiras no Japão e um desfile de moda com 26 modelos. Quando soaram os primeiros acordes da banda de Brasília o delírio foi geral. As meninas não saíram da frente do palco, protegido por vários seguranças. No final, várias pessoas ficaram de prontidão na porta da sala onde se reuniu o quarteto para tentarem pegar autógrafo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.